PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Crise na Catalunha não afetou imagem da Espanha no exterior, diz relatório

21/09/2018 12h55

Madri, 21 set (EFE).- A disputa entre o governo da região da Catalunha e o governo da Espanha "não teve um impacto relevante" no prestígio do país no exterior entre a população em geral, pois é nula na América Latina e "insignificante" no conjunto dos países do G7, mais a Rússia, de acordo com um relatório apresentado nesta sexta-feira pelo Real Instituto Elcano.

"O efeito da campanha de desprestígio contra a democracia espanhola foi claramente desmentido" por vários estudos, ressaltou Emilio Lamo de Espinosa, presidente do Instituto Elcano.

Vários partidos defendem na Catalunha o direito de autodeterminação com vistas a uma eventual independência e uma declaração de independência aprovada em outubro do ano passado levou a atuações judiciais contra vários dos impulsores, alguns dos quais estão em prisão provisória à espera de julgamento por rebelião e outros fugiram para o exterior.

No entanto, o Estado espanhol deve elaborar uma estratégia a longo prazo de defesa da qualidade democrática espanhola "porque se não, o evento acabará tendo impacto", advertiu a pesquisadora do Observatório de Imagem de Espanha de Elcano, Carmen González.

Estas são algumas das conclusões divulgadas hoje na apresentação do documento "Espanha: imagem e marca 2018; Como nos veem, como somos?", que reúne dois relatórios de percepção e marca do país entre os estrangeiros e também os próprios espanhóis.

González destacou que a maior queda na reputação aconteceu na França e Alemanha, enquanto o Reino Unido sofreu somente uma leve queda, "apesar de a imprensa anglo-saxã ter sido a que pior tratou a Espanha" no conflito político na Catalunha.

Internacional