Topo

Polícia investiga denúncia de sacrifício de criança no norte da Bolívia

09/11/2018 19h31

La Paz, 9 nov (EFE).- A Polícia da Bolívia investiga a denúncia do suposto sequestro de uma criança de 8 anos que pode ter sido sacrificada por mineradores em um ritual em um jazida de ouro no departamento de La Paz.

Jhoel Deyvert Condori Aliaga desapareceu em setembro em uma praça da cidade de Pusillani, de acordo com os pais, Sonia Aliaga e Nolberto Condori.

"Dizem que colocaram o meu filho chorando em um carro e o levaram à mina. Os investigadores falaram agora que ele foi sacrificado vivo na mina", disse a mãe.

Os atores do sequestro aparentemente são mineradores de Cosñipata, que supostamente levaram a criança até à mina de Santa Bárbara, onde ela foi enterrada viva como oferenda para a prosperidade dos trabalhos.

"A Polícia tem alguns dados que indicam que o menor teria sido oferecido em um ritual em uma mina", afirmou ao canal "ATB" a chefe da Divisão de Tráfico da Força Especial de Luta contra o Crime de La Paz, Gabriela Coca.

A Polícia, que está coordenando a investigação com a Promotoria, informou que irá colher depoimentos de pessoas que trabalham no local e analisar dados preliminares.

Mais Notícias