PUBLICIDADE
Topo

Egito aumenta segurança diante de celebrações de Natal da minoria copta

24/12/2018 17h02

Cairo, 24 dez (EFE).- O Comando Geral das Forças Armadas do Egito e o Ministério do Interior aumentaram as medidas para garantir a segurança durante as celebrações de fim de ano e do Natal da minoria cristã copta, que em anos anteriores foi alvo de atentados no país árabe.

Em um comunicado, o Ministério da Defesa detalhou que suas forças concluíram "os preparativos para proteger os cidadãos no entorno dos locais de culto e de instalações vitais" em todas as províncias do país.

Além disso, o ministério afirmou que os efetivos de segurança receberam instruções sobre "como progredir nas diferentes situações que possam prejudicar as celebrações", tanto de 31 de dezembro como de 6 de janeiro, quando acontecem as missas mais importantes durante a noite.

Segundo a nota, "forças especiais de todos os grupos de combate" colaborarão com os outros corpos de segurança para garantir a segurança.

"Os efetivos da Polícia Militar participam com a Polícia Civil na organização de patrulhas móveis e de controles de segurança" nas estradas e localidades do país, acrescentou o Ministério da Defesa.

Os coptas, que representam cerca de 10% da população, foram vítimas de atentados brutais contra seus templos em dezembro de 2016, pouco antes do Natal, e em abril de 2017, pouco antes da Páscoa, além de um ataque contra uma igreja após a missa de fim de ano em 2010.

Durante as datas religiosas, as autoridades reforçam as medidas de segurança e a presença policial nas entradas de igrejas e centros cristãos, mas, mesmo assim, em algumas ocasiões essas medidas não foram suficientes para evitar ataques contra essa minoria. EFE