PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Espanha entrega temporariamente ex-vice-ministro de Chávez para julgamento

31/01/2019 14h09

Madri, 31 jan (EFE).- A Corte Nacional espanhola concordou nesta quinta-feira em entregar temporariamente aos Estados Unidos Nervis Villalobos, que foi vice-ministro de Energia da Venezuela durante a gestão de Hugo Chávez, para ser julgado lá por lavagem de dinheiro, mas por um período que não pode superar os seis meses, dado que tem duas causas pendentes na Espanha.

O juiz Ismael Moreno, que instrui uma das causas contra ele, autorizou sua entrega para julgamento nos Estados Unidos por lavagem de dinheiro em atividades de corrupção na companhia petrolífera estatal venezuelana PDVSA, conforme uma declaração divulgada hoje.

Moreno investiga Villalobos por suborno internacional envolvendo os supostos pagamentos que o grupo espanhol Duro Felguera teria feito a funcionários do alto escalão da empresa venezuelana em troca de contratos. Além disso, um tribunal de Madri o acusa de lavagem de dinheiro na Espanha por ter transferido quase US$ 7 milhões entre outubro de 2011 e junho de 2012 para uma filial em Lisboa (Portugal) do Banco Madrid através de sociedades ligadas a ele.

No seu texto, o juiz Moreno concorda com a entrega de Villalobos, mas só "o tempo essencial para os procedimentos penais" nos Estados Unidos e pede que o governo americano se comprometa a devolvê-lo à Espanha se a Justiça espanhola alegar alguma diligência. EFE

Internacional