PUBLICIDADE
Topo

Número de mortos em naufrágio no Iraque sobe para 85

21/03/2019 17h57

Mossul (Iraque), 21 mar (EFE).- O primeiro-ministro do Iraque, Adil Abdul-Mahdi, anunciou nesta quinta-feira que o número de mortos no naufrágio de uma embarcação no rio Tigre, na cidade de Mossul, aumentou para 85, após mais corpos terem sido resgatados.

A embarcação, que tinha capacidade para 50 passageiros, transportava cerca mais de 100 pessoas e afundou perto de uma ilha, segundo a Defesa Civil da província de Ninawa, cuja capital é Mossul.

Segundo Abdul-Mahdi, que visitou o Departamento Médico Legal de Ninawa, foi possível resgatar 55 passageiros. O estado de saúde dos sobreviventes, no entanto, não foi detalhado.

O primeiro-ministro, além disso, se encontrou com familiares das vítimas e se dirigiu até o local do acidente, no rio Tigre, onde decretou luto de três dias em todo o território iraquiano.

Em imagens veiculadas pela emissora pública de televisão do país, é possível ver a embarcação tombando, com as pessoas caindo na água e sendo arrastadas pela corrente do rio.

De acordo com o Ministério do Interior, a causa mais provável da tragédia é a superlotação do veículo. Abdul-Mahdi ordenou a abertura de investigação e a confecção de um relatório em 24 horas, para que sejam identificados as causas e culpados.

Ontem, o Departamento de Recursos Hídricos alertou sobre o aumento do nível do rio Tigre por conta da abertura das comportas da barragem de Mossul.

Várias pessoas se reuniram hoje na região turística da cidade para comemorar, entre outras festas, o Noruz - o ano novo persa -, o Dia das Mães e o primeiro dia da primavera. EFE