Topo

Marta é escolhida para promover metas de desenvolvimento sustentável da ONU

09/05/2019 18h57

Nações Unidas, 9 mai (EFE).- Seis vezes eleita melhor jogadora do mundo, a atacante Marta foi escolhida nesta quinta-feira pela ONU para promover os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Marta e outras cinco personalidades se unirão a um grupo de personalidades que já promovem essas metas contra a pobreza e em defesa do meio ambiente, aprovadas em 2015 pelos países que fazem parte da ONU para substituir os Objetivos do Milênio.

A craque também é embaixadora da Boa Vontade da ONU, cargo com o qual promove ações em favor da igualdade de gênero.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, explicou em nota que as personalidades usarão sua influência para mobilizar a comunidade internacional em prol das metas da organização.

"Temos as ferramentas para responder às perguntas apresentadas pela mudança climática, pela pressão sobre o meio ambiente, pela pobreza e pela desigualdade. Estão nos grandes acordos de 2015, na Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e no Acordo de Paris sobre a Mudança Climática", defendeu o ex-primeiro-ministro português.

Guterres ressaltou, no entanto, que essas ferramentas não servem de nada se não forem utilizadas e que são necessárias "ações, ambição e vontade política" para agir.

Além de Marta, algumas das personalidades que ajudarão na promoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU são o presidente de Gana, Nana Akufo-Addo, a primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, e o fundador da empresa chinesa Alibaba, Jack Ma, entre outros.

"Esse é um momento de grande esperança para o mundo. Se trabalharmos juntos com inteligência e mantivermos o rumo, podermos tirar milhões de pessoas da pobreza e expandir significativamente serviços sociais básicos a muitos mais até 2020", disse Akufo-Addo no comunicado. EFE

Mais Internacional