Topo

Militares brasileiros interrogam sargento preso com cocaína na Espanha

O sargento não quis depor e defendeu as pessoas que o acompanhavam - Reprodução Rede Social
O sargento não quis depor e defendeu as pessoas que o acompanhavam Imagem: Reprodução Rede Social

15/10/2019 18h19Atualizada em 15/10/2019 19h29

O sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues, preso desde o dia 26 de julho em Sevilha, na Espanha, acusado de tráfico de drogas, recebeu há alguns dias a visita de uma comitiva de militares brasileiros que viajaram ao país europeu para interrogá-lo sobre o caso.

De acordo com informações do jornal "Diario de Sevilla" e confirmadas por fontes ligadas ao caso, os militares brasileiros foram à Promotoria de Cooperação Internacional, em Sevilha, para interrogar o acusado, preso preventivamente, e descobrir, entre outros detalhes, se ele já havia cometido algum crime anteriormente.

No entanto, o sargento não quis depor e apenas defendeu as pessoas que o acompanhavam no momento em que ele foi detido, alegando que nenhuma delas teve envolvimento com o caso.

O militar brasileiro foi preso pela Guarda Civil espanhola com 39 quilos de cocaína dentro de uma mala quando acompanhava uma comitiva do presidente Jair Bolsonaro que viajava para o Japão, onde participaria da cúpula do G20.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que informou o primeiro parágrafo da matéria, Manoel Silva Rodrigues é sargento da Aeronáutica, não do Exército. A informação foi corrigida.

Notícias