PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
2 meses

Papa Francisco recebe presidente argentino para reunião de 25 minutos

Reunião entre Papa e presidente durou menos do que o esperado - Handout / VATICAN MEDIA / AFP
Reunião entre Papa e presidente durou menos do que o esperado Imagem: Handout / VATICAN MEDIA / AFP

13/05/2021 14h16

O Papa Francisco recebeu hoje, em uma audiência privada que durou 25 minutos, o presidente da Argentina, Alberto Fernández. Foi a última etapa de uma viagem de Fernández por vários países europeus, para reunir apoios e renegociar a dívida do país.

O encontro entre o Papa e o presidente argentino aconteceu no estúdio adjacente à Sala Paulo VI e durou menos que os 45 minutos da reunião do ano passado.

Após a conversa, o Papa falou com a comitiva presidencial e, depois da tradicional troca de presentes, Fernández encontrou-se com o secretário de Estado do Vaticano, o cardeal Pietro Parolin.

O papa deu a Fernández um mosaico representando o homem e a mulher com a mensagem: "Que o fruto da terra e do trabalho do homem se torne para nós o alimento da vida eterna", assim como suas últimas encíclicas e exortações e a Mensagem de Paz deste ano.

Por sua parte, Fernández deu ao papa vários presentes, incluindo produtos de mel biológicos preparados por jovens em recuperação de vícios de comunidades na Argentina e uma medalha comemorativa da Guerra das Malvinas.

Entre os presentes do presidente argentino havia ainda uma estola da Basílica de San Jose de Flores e uma estatueta do santo, assim como um cartão sagrado da Virgem de Luján, padroeira da Argentina, uma coleção traduzida da Divina Comédia e um livro biográfico do músico Enrique Santos Discépolo.

Fernández deslocou-se ao Vaticano acompanhado pela primeira-dama Fabiola Yañez, enquanto a delegação oficial incluía o ministro das Relações Exteriores, Felipe Solá, o ministro da Economia, Martín Guzmán; o secretário-geral da presidência, Julio Vitobello, o secretário de Culto, Guillermo Oliveri; e o secretário de Comunicação e Imprensa, Juan Pablo Biondi.

O presidente argentino se reunirá ainda hoje com o presidente da Itália, Sergio Mattarella, e com o primeiro-ministro, Mario Draghi, para obter seus apoios na renegociação da dívida do seu país com o Clube de Paris e o FMI (Fundo Monetário Internacional).

Fernandez chegou à Itália ontem à noite vindo da França depois de também ter visitado Portugal e Espanha, onde obteve o apoio dos governos desses países.