PUBLICIDADE
Topo

Sudão do Sul preocupa conselheiro da ONU para prevenção ao genocídio

12/07/2016 15h47

Adama Dieng destacou "necessidade urgente" de acabar com impunidade no país e declarou que "anistia não é opção"; pelo menos 272 pessoas foram mortas nos confrontos dos últimos cinco dias; vítimas incluem 33 civis e dois soldados de paz da ONU. Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York. O conselheiro especial das Nações Unidas [...]