Turquia pede a coalizão liderada pelos EUA apoio aéreo em operação na Síria

ISTAMBUL (Reuters) - A Turquia fez um chamado nesta segunda-feira para que integrantes da coalizão liderada pelos Estados Unidos contra o Estado Islâmico dessem apoio aéreo para tropas apoiadas pelos turcos que cercam a cidade de al-Bab, controlada pelo grupo.

"A coalizão internacional deve cumprir com os seus deveres em relação a apoio aéreo na batalha que estamos travando em al-Bab. Não dar o necessário apoio é inaceitável”, disse Ibrahim Kalin, porta-voz do presidente turco, Tayyp Erdogan, em entrevista à imprensa.

O Exército turco disse que o Estado Islâmico matara no domingo pelo menos 30 civis e deixou muitos outros feridos para impedir que as pessoas fugissem da cidade no norte da Síria.

Rebeldes apoiados por tropas turcas cercam al-Bab por semanas como parte da operação “Escudo do Eufrates” lançada pela Turquia há quase quatro meses para expulsar sunitas radicais e os combatentes curdos da sua fronteira com a Síria.

Aviões turcos atacaram centenas de alvos do Estado Islâmico nas últimas semanas.

Kalin disse aos jornalistas que um total de 226 militantes do Estado Islâmico haviam sido “neutralizados” nas últimas ações na região de al-Bab.

Milícias dominadas pelos curdos também têm tentado tirar al-Bab dos jihadistas. A Turquia está determinada a impedir a milícia curda YPG de unir as áreas que o grupo controla na Síria ao longo da fronteira turca, temendo que isso possa encorajar o separatismo curdo no território turco.

(Reportagem de Humeyra Pamuk)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos