Disney e Pixar vencem processo de plágio contra empresas chinesas

XANGAI (Reuters) - Um tribunal de Xangai ordenou que duas empresas chinesas paguem quase 200 mil dólares à Walt Disney e à Pixar em indenizações por copiar partes dos filmes “Carros” e “Carros 2”, informou neste sábado a agência de notícias oficial Xinhua.

A decisão é a mais recente de uma série de vitórias de empresas estrangeiras quanto aos direitos autorais na China, em ações que reclamam de infrações disseminadas ao princípio da propriedade intelectual no país.

A Disney e a Pixar processaram empresas chinesas dizendo que os personagens, as falas e pôsteres da animação local “The Autobots” eram substancialmente similares às encontradas em “Carros” e “Carros 2”.

O tribunal concordou que os personagens K1 e K2 de “Autobots” eram similares aos personagens Relâmpago McQueen e Francesco Bernoulli, informou a Xinhua.

O tribunal ordenou que os plágios cessem imediatamente, e afirmou que a Disney e a Pixar devem receber 1 milhão de iuanes para cobrar perdas econômicas, além de 350 mil iuanes pelas despesas legais.

A Disney está investindo muito na China, incluindo a recente abertura de um parque temático em Xangai, ao custo de 5,5 bilhões de dólares. É o primeiro estabelecimento do tipo na China continental. Além disso, as animações “Zootopia – Essa Cidade é o Bicho” e "Operação Big Hero” foram grandes sucessos em terras chinesas.

A Xinhua afirmou que a indenização total será maior do que 1,35 milhão de iuanes, mas não listou quais outros pagamentos foram feitos.

Recentemente, a montadora BMW e o ex-jogador de basquete Michael Jordan também venceram processos relativos à propriedade intelectual na China.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos