Moradores da Flórida encontram destruição na volta para casa; número de mortes por Irma passa de 60

Andy Sullivan

Islamorada (Flórida)

  • CHIP SOMODEVILLA/AFP

    Casa foi destruída após a passagem do furacão Irma, em Marathon, na Flórida

    Casa foi destruída após a passagem do furacão Irma, em Marathon, na Flórida

Moradores que saíram de casa para escapar do furacão Irma começaram a retornar nesta terça-feira às devastadas ilhas de Florida Keys, encontrando casas destruídas e lojas cobertas de algas marinhas, em meio a uma estimativa de 25 por cento de todas as residências destruídas.

O número de mortes pelo Irma, anteriormente classificado como um dos furacões mais potentes já registrados no Atlântico e o segundo grande furacão a atingir o território norte-americano nessa temporada, saltou para mais de 60.

O rastro de destruição deixado pelo Irma no Caribe e nos EUA

Dessas mortes, 43 aconteceram no Caribe e ao menos 18 foram confirmadas no sudeste dos Estados Unidos.

Autoridades de gestão de emergência da Flórida confirmaram 12 mortes relacionadas ao Irma na terça-feira, enquanto autoridades na Georgia e Carolina do Sul relataram 3 mortes cada causadas pela tempestade e por suas consequências imediatas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos