Sociais-democratas da Alemanha se dizem abertos a negociações de coalizão com outros partidos

BERLIM (Reuters) - O Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD) está pronto para iniciar conversas com outros partidos para superar um impasse político criado pelo fracasso da chanceler alemã, Angela Merkel, em formar um novo governo de coalizão, disse um membro graduado da legenda de centro-esquerda.

A decisão do SPD, que se estabeleceu como oposição após ter seu pior resultado eleitoral no período pós-guerra na votação de setembro, torna menos provável que uma nova eleição seja necessária, com todo seu potencial de transtorno para a potência econômica e política da Europa.

"O SPD não dirá não para discussões", disse o secretário-geral do partido, Hubertus Heil, a repórteres, após horas de conversas com líderes do SPD.

Heil não disse com quais partidos os sociais-democratas negociariam, nem se eles têm como objetivo fazer parte de um governo de coalizão ou simplesmente fornecer apoio parlamentar a um governo de minoria liderado por Merkel.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos