Ministro de Israel recorre a prece coletiva para tentar aliviar seca

JERUSALÉM (Reuters) - Como a tecnologia falhando, o ministro da agricultura de Israel buscou uma solução nada convencional nesta quinta-feira para acabar com a falta de água no país – reunir alguns milhares de pessoas no Muro das Lamentações de Jerusalém para rezar por chuva.

Quatro anos de um seca intensa estão sobrecarregando a rede inigualável de usinas de dessalinização e de tratamento de esgotos de Israel, sufocando suas regiões mais férteis e pegando o governo de guarda baixa – e os agricultores são os que mais sofrem.    Uri Ariel, ministro da Agricultura israelense e judeu ortodoxo, tem voz ativa na política de uso da água e na forma como o recurso é alocado, mas para equilibrar ciência e espiritualidade, ele se uniu a rabinos proeminentes para organizar uma sessão de prece coletiva.    "Diminuímos significativamente o custo da água, estamos realizando muitos estudos sobre como economizar água em diferentes lavouras, mas a oração certamente pode ajudar", disse Ariel.    Uma multidão de alguns milhares de pessoas se reuniu no Muro das Lamentações da Cidade Velha de Jerusalém, o local de prece mais sagrado para os judeus, entoando uma oração especial para acabar com a seca.    Alguns especialistas estão céticos.    O Yedioth Ahronoth, jornal mais vendido do país, publicou um editorial dizendo que seria melhor Ariel se dedicar a defender políticas de combate às mudanças climáticas, como limitar as emissões de gases do efeito estufa na agricultura.    "Rezar não é uma coisa ruim, mas o ministro é capaz de influenciar (as questões) de maneiras ligeiramente mais terrenas", disse.    (Por Ilan Rosenberg e Ari Rabinovitch)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos