Mais de 20 pessoas morrem em ataques no Afeganistão

LASHKAR GAH, Afeganistão (Reuters) - Uma série de ataques no Afeganistão matou mais de 20 pessoas, disseram autoridades neste sábado, antes de uma reunião internacional na próxima semana que visa construir apoio diplomático para esperadas conversas de paz com o Talibã.

Militantes do Talibã atacaram um posto do exército afegão na noite de sexta-feira, matando 18 soldados do governo, enquanto um ataque de homem bomba na capital matou mais três pessoas e deixou cinco feridos, além de ataques separados em Helmand que mataram pelo menos outras três pessoas.

Os ataques aconteceram enquanto uma delegação de alto nível da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) visitava o Afeganistão, pedindo apoio para o governo do presidente Ashraf Ghani, que recebe quarta-feira a última de uma série de reuniões com o objetivo de formar a base para um possível processo político envolvendo o Talibã.

A violência se intensificou na Afeganistão desde que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, revelou em agosto uma estratégia mais agressiva, com forças lideradas pelos norte-americanos conduzindo mais ataques aéreos e o Talibã respondendo com bombas, emboscadas e ataques.

O Talibã, lutando para expulsar forças estrangeiras e impor novamente sua versão da lei estrita do Islã, disse em um comunicado que havia atacado um posto do exército do governo na sexta-feira, na província de Farah. Autoridades do governo confirmaram o ataque.

(Por Mohammad Stanekzai)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos