PUBLICIDADE
Topo

ONU pede que Venezuela investigue rapidamente incêndio letal em prisão

Incêndio em um quartel da polícia venezuelana na cidade de Valencia deixaram 68 mortos - Reuters
Incêndio em um quartel da polícia venezuelana na cidade de Valencia deixaram 68 mortos Imagem: Reuters

Stephanie Nebehay

Em Genebra

29/03/2018 11h27

O gabinete de direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) pediu, nesta quinta-feira, que autoridades na Venezuela conduzam uma investigação rápida sobre um incêndio em uma prisão do país, e que ofereçam indenização às famílias das vítimas.

Rebeliões e um incêndio nas celas de um quartel da polícia venezuelana na cidade de Valencia deixaram 68 mortos na quarta-feira, de acordo com o governo e testemunhas. Prisões na Venezuela são frequentemente lotadas e com fácil acesso a armas e drogas.

"Nós pedimos que autoridades venezuelanas conduzam uma rápida, minuciosa e efetiva investigação para estabelecer a causa dessas mortes, fornecer indenizações às famílias das vítimas e, onde for apropriado, identificar e levar os responsáveis à Justiça", disse em nota o Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos em comunicado, expressando preocupação com as condições de prisões.