PUBLICIDADE
Topo

Partido israelense Lar Judaico se divide antes da eleição em abril

30/12/2018 10h58

JERUSALÉM (Reuters) - Um partido nacionalista religioso da coalizão do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, se dividiu no sábado, com os líderes dizendo que estão se antecipando para apelar a eleitores mais seculares antes da eleição, em abril.

O cisma do partido Lar Judaico não representa uma ameaça imediata a Netanyahu, para quem as pesquisas preveem uma vitória fácil para um quinto mandato. Mas sugere que seus colegas de direita estão interessados em buscar votos da oposição de centro-esquerda, energizada pela candidatura de um ex-general de Israel, Benny Gantz.

O líder do Lar Judaico, o ministro da Educação Naftali Bennett, disse a repórteres que ele e sua vice, a ministra da Justiça, Ayelet Shaked, estavam saindo para formar "um novo partido, unindo religiosos e seculares... em uma verdadeira parceria".

O partido, "Nova Direita", continuaria, assim como o Lar Judaico, buscando política de segurança agressiva, incluindo a oposição ao Estado palestino, disse Bennett.

Não ficou imediatamente claro se o Lar Judaico também continuaria como partido.