PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Premiê britânico adia relaxamento de lockdown em um mês citando risco de variante Delta

14/06/2021 16h31

Por Alistair Smout e William James

LONDRES (Reuters) - O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, adiou em um mês seus planos de suspender as restrições do lockdown da Covid-19 nesta segunda-feira, alertando que a variante Delta mais infecciosa poderia matar milhares mais se ele não fizesse nada.

No estágio final de um plano que ele delineou em fevereiro, Johnson esperava descartar a maioria das restrições no dia 21 de junho, quando pubs, restaurantes, clubes noturnos e outros estabelecimentos do tipo poderiam reabrir totalmente.

A medida muito aguardada foi adiada para 19 de julho.

"Acho que é sensato esperar um pouquinho mais", disse Johnson em uma coletiva de imprensa. "No pé em que as coisas estão, e com base no que consigo ver neste momento, tenho fé de que não precisaremos de mais de quatro semanas."

O tempo adicional será usado para acelerar o programa de vacinação britânico --já um do dos mais adiantados do mundo-- encurtando de 12 para oito semanas o tempo recomendado entre doses para pessoas de mais de 40 anos.

A situação será revista em 28 de junho, o que pode permitir que a reabertura seja adiantada, mas o porta-voz de Johnson disse que isto é considerado improvável.

Nas últimas semanas, houve um crescimento veloz de casos novos provocados pela Delta, variante descoberta inicialmente na Índia que autoridades de saúde acreditam ser 60% mais transmissível do que a linhagem antes predominante e que cientistas alertam poder desencadear uma terceira leva de infecções.

Nesta segunda-feira, o Reino Unido registrou 7.742 casos novos e três mortes de Covid-19.

(Reportagem adicional de Sarah Young e David Milliken)