PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Rússia diz que EUA pediram saída de 24 diplomatas russos até 3 de setembro

O embaixador da Rússia nos Estados Unidos disse que Washington pediu a 24 diplomatas russos que deixem o país até 3 de setembro - Sputnik/Mikhail Metzel/Pool via REUTERS
O embaixador da Rússia nos Estados Unidos disse que Washington pediu a 24 diplomatas russos que deixem o país até 3 de setembro Imagem: Sputnik/Mikhail Metzel/Pool via REUTERS

Andrey Ostroukh

02/08/2021 16h09Atualizada em 02/08/2021 16h46

O embaixador da Rússia nos Estados Unidos disse que Washington pediu a 24 diplomatas russos que deixem o país até 3 de setembro, após o vencimento de seus vistos.

Anatoly Antonov não disse se o pedido dos EUA foi motivado por alguma disputa em particular e não houve nenhum comentário imediato de Washington.

"Quase todos eles partirão sem substituições porque Washington apertou abruptamente os procedimentos de emissão de vistos", disse Antonov em uma entrevista à revista National Interest publicada no domingo.

Moscou e Washington há muito divergem sobre uma série de questões, e os laços se enfraqueceram ainda mais depois que o presidente dos EUA, Joe Biden, disse acreditar que o presidente russo, Vladimir Putin, é um assassino.

As tensões diminuíram um pouco depois que Biden se encontrou com Putin em 16 de junho, o que levou até mesmo a alguns investidores estrangeiros retornarem a aplicar dinheiro em títulos do governo russo.

"Esperamos que o bom senso prevaleça e sejamos capazes de normalizar a vida dos diplomatas russos e norte-americanos nos Estados Unidos e na Rússia com base no princípio da reciprocidade", disse Antonov.

Antonov também disse esperar que o diálogo recentemente iniciado entre EUA e Rússia sobre questões de segurança cibernética continue.

"Como opção, podemos debater sobre ameaças cibernéticas aos sistemas de controle de armas, etc."

Internacional