Finlândia fechará fronteira com Rússia por 2 semanas para impedir entrada de solicitantes de asilo

Por Essi Lehto

HELSINQUE (Reuters) - A Finlândia fechará toda a sua fronteira com a Rússia para viajantes nas próximas duas semanas, em uma tentativa de interromper o fluxo excepcionalmente grande de solicitantes de asilo para a nação nórdica, que o governo e seus aliados dizem ser uma ação orquestrada por Moscou.

Na semana passada, a Finlândia fechou todos os postos de fronteira, exceto um, para viajantes da Rússia, mantendo aberta apenas a passagem mais ao norte, localizada no Ártico. Mas esse posto também será fechado, informou o governo nesta terça-feira.

Cerca de 900 solicitantes de asilo de países como Quênia, Marrocos, Paquistão, Somália, Síria e Iêmen entraram na Finlândia vindos da Rússia em novembro, um aumento em relação a menos de um por dia anteriormente, de acordo com a Guarda de Fronteira finlandesa.

A decisão de fechar todas as oito passagens de fronteira significa que apenas trens de carga podem passar entre os dois países, disse a Guarda de Fronteira da Finlândia.

Helsinque diz que Moscou está canalizando pessoas para a fronteira em retaliação à sua decisão de aumentar a cooperação de defesa com os Estados Unidos, uma acusação que o Kremlin nega. A Finlândia enfureceu a Rússia este ano quando se juntou à Otan, em função da guerra na Ucrânia, encerrando décadas de não alinhamento militar.

"Essa é uma operação de influência da Rússia e não a aceitamos", disse o primeiro-ministro finlandês, Petteri Orpo, em uma coletiva de imprensa.

Na segunda-feira, ele disse que seu país tinha informações de inteligência sobre as autoridades russas que ajudavam os solicitantes de asilo e que, apesar do fechamento da fronteira finlandesa, ainda havia mais pessoas indo em direção à Finlândia pela Rússia.

Na segunda-feira, apenas três solicitantes de asilo chegaram à Finlândia pela remota estação de Raja-Jooseppi, o último posto de fronteira aberto, e nesta terça-feira não houve nenhuma entrada.

Continua após a publicidade

O posto de fronteira permanecerá aberto na quarta-feira antes de fechar até 13 de dezembro, informou o governo finlandês.

Asilo ainda pode ser solicitado por viajantes que chegam na Finlândia de barco e por via aérea, disse o governo nesta terça-feira.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora