Em clima melancólico, Alemanha escolhe "modo de crise" como sua palavra do ano

BERLIM (Reuters) - “Modo de crise” é a palavra do ano de 2023 na Alemanha, anunciou um júri de linguistas nesta sexta-feira, capturando o sentimento de um público preocupado com múltiplas crises, das guerras na Ucrânia e Gaza às mudanças climáticas, inflação e um governo sem um plano orçamentário.

“Sempre houve crises”, afirmou o grupo estatal Sociedade para a Língua Alemã (GfdS), explicando a sua escolha por “Krisenmodus”. “Mas parece que há tantas crises que este é o novo normal.”

A longa lista de problemas que preocupam a sociedade inclui guerras no exterior, uma crise imobiliária na Europa e um desempenho cada vez pior do sistema de educação do país.

A coalizão do governo também passa por uma crise após seus planos orçamentários serem destruídos por uma decisão do tribunal constitucional mês passado que proibiu o uso de fundos especiais para financiar uma série de medidas, como projetos industriais e programas sociais.

Desde então, o governo discute se cortará bilhões de euros ou se suspenderá o “freio da dívida” do país em 2024 pelo quinto ano consecutivo - o que, pela Constituição, pode ser feito apenas em situações de emergência.

“Sentimentos como incerteza, medo, raiva e impotência caracterizam a vida cotidiana de muitas pessoas”, disse a associação linguística em um comunicado.

“Entre apatia e alarmismo, é difícil encontrar uma maneira apropriada para lidar com as situações excepcionais em andamento.”

(Reportagem de Rachel More)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora