Conteúdo publicado há 1 mês

Maduro diz que está aberto a receber enviado da ONU para direitos humanos

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse na terça-feira que está disposto a receber um enviado do escritório de direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), depois que seu governo pediu que a equipe deixasse o país no início deste ano.

"Recebi a proposta de abrir novamente o escritório do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos, Volker Turk, na Venezuela, e concordo que devemos superar nossas diferenças", disse Maduro na televisão estatal.

Maduro falou ao lado do procurador do Tribunal Penal Internacional Karim Khan, que estava em uma visita a Caracas.

"Estou pronto para receber o enviado de Volker Turk em breve", disse Maduro, acrescentando que o enviado era bem-vindo para "discutir as diferenças que temos, o conflito que surgiu, para que possamos superá-lo".

O governo da Venezuela pediu, em meados de fevereiro, que a equipe do órgão de direitos humanos da ONU deixasse o país, afirmando que, no decorrer de um mês, revisaria os termos técnicos da cooperação.

O governo criticou a "atitude colonialista, abusiva e violadora" da ONU, depois que um relator especial disse que um programa de alimentos do governo não abordava as causas fundamentais da fome.

Deixe seu comentário

Só para assinantes