Leonardo Sakamoto

Leonardo Sakamoto

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
Reportagem

Datena: Pensaria em intimidação a Tabata se assalto não fosse comum em SP

Após a deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP) ser ferida em um assalto no centro de São Paulo, neste sábado (9), o apresentador José Luiz Datena afirmou à coluna que "se não fossem tão comuns assaltos, roubos e mortes nesta zona de exclusão, que é o centro de São Paulo (sendo que o resto da cidade também não foge à regra), pensaria até em intimidação política".

"Mas é mais um crime comum de uma cidade sem segurança pública, social, habitacional", avalia.

Em vídeo nas redes sociais, a parlamentar contou que estava retornando de um evento do seu partido quando um homem quebrou o vidro do carro em que estava para tentar pegar seu celular - tipo de roubo que se tornou comum no centro da cidade. Ela evitou que levassem seu aparelho, jogando-o no assoalho do veículo, mas foi atingida por estilhaços e ficou ferida na boca e nas mãos.

"Nunca me senti tão insegura na minha cidade. Essa não é a São Paulo em que quero criar meus filhos. Precisamos ter coragem de dar um basta nessa situação", disse.

Datena vem conversando com ela há dois meses sobre uma possível chapa para a eleição à Prefeitura de São Paulo no ano que vem. Das conversas, teria brotado um desenho com a deputada como candidata à prefeita e o apresentador, seu vice.

Para ele, o caso de hoje mostra "a fragilidade faraônica deste prefeito e de sua turma que têm a mente pequena para o tamanho da capital".

O apresentador, que deixou recentemente o PDT e deve se filiar ao PSB, questionou o descaso com a população de São Paulo, que vive uma grande crise humanitária e de segurança pública com cracolândias que migram pelas ruas do centro. "Gente despreparada para gerir a maior capital do país e uma das maiores metrópoles do mundo", disse.

"Não vou politizar o descaso comum que esta gente tem por Tabatas, Josés, Marias, enfim o povo, tanto os que os elegeram quando os que não os elegeram. Mas o negócio deles não é o povo. Qual o negócio? Isso eu não sei", disse.

Na segunda (4), o ministro das Micro e Pequenas Empresas e ex-governador de São Paulo, Márcio França (PSB) publicou uma foto em que aparece com Datena e Tabata. Os três jantaram e conversaram sobre política.

Continua após a publicidade

Pesquisa Datafolha, divulgada no dia 31 de agosto, coloca a deputada Tabata Amaral em terceira colocada na disputa à Prefeitura de São Paulo, com 11%. Estava atrás do deputado Guilherme Boulos (PSOL), com 32%, e do prefeito Ricardo Nunes (MDB), com 24%. A margem de erro é de três pontos.

Boulos contará com o apoio do presidente Lula (PT), Tabata terá o do vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) e Nunes costura o do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também