Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


É falso que China tenha doado helicópteros após visita de Bolsonaro ao país

6.nov.2019 - Post mente ao dizer que China doou helicópteros militares ao Brasil - Arte/UOL
6.nov.2019 - Post mente ao dizer que China doou helicópteros militares ao Brasil Imagem: Arte/UOL

Do UOL, em São Paulo

06/11/2019 17h56

Resumo da notícia

  • Viralizou nas redes a informação falsa de que a China doou helicópteros militares ao Brasil após Bolsonaro visitar o país
  • O próprio Ministério da Defesa informa que não há ?qualquer negociação para recebimentos de helicópteros? do país asiático
  • Publicações com o boato circulam desde o final de outubro, período que coincide com viagem feita por Jair Bolsonaro à China
  • O conteúdo falso foi verificado pelo Comprova, projeto que reúne 24 veículos de imprensa brasileiros, entre eles o UOL

É falsa a informação que circula nas redes sociais de que o governo da China teria doado 60 helicópteros de uso militar ao Brasil. Em nota enviada ao Projeto Comprova, o Ministério da Defesa informa que nem a pasta nem as Forças Armadas possuem "qualquer negociação para recebimentos de helicópteros" do país asiático.

Publicações com o boato circulam nas redes sociais desde o final de outubro, período que coincide com viagem feita por Jair Bolsonaro à China —entre 24 e 26 de outubro.

Nota oficial publicada pelo Ministério das Relações Exteriores tampouco cita ganho na área militar em decorrência da reunião entre o presidente brasileiro e o líder chinês.

No documento oficial, são apontados acordos em política, economia e comércio, agricultura, ciência e tecnologia, energia e educação. Dentre as conquistas com a visita, o governo brasileiro afirma que haverá maior mobilidade entre cientistas e cooperação na cultura, educação e esportes.

Reportagem do jornal Folha de S.Paulo mostra que o presidente brasileiro e o dirigente chinês, Xi Jinping, assinaram 11 atos de cooperação. Dois dos documentos resultarão em aumento imediato de exportações, envolvendo protocolos sanitários para o embarque de farelo de algodão e carne processada.

Para o Comprova, falso é o conteúdo divulgado de modo deliberado para espalhar uma mentira.

Como verificamos

O Comprova entrou em contato com o governo da China, a Embaixada da China em Brasília, a Força Aérea Brasileira (FAB), o Itamaraty e o Ministério da Defesa. Também consultamos reportagens da imprensa sobre a viagem de Jair Bolsonaro à China e os impactos para o Brasil.

O único órgão que respondeu a verificação foi o Ministério da Defesa, em nota. Já o Itamaraty apenas encaminhou o comunicado oficial da pasta sobre a viagem do presidente. Procurada uma vez por e-mail e três vezes por ligações telefônicas, a Embaixada da China em Brasília não retornou o contato do Comprova.

Você pode refazer o caminho da verificação usando os links para consultar as fontes originais.

Boato semelhante

Não é a primeira vez que um boato envolvendo "doação de helicópteros" aparece poucos dias após uma viagem internacional de Jair Bolsonaro. Em abril, menos de um mês após o presidente visitar Israel, circularam nas redes sociais diversas informações falsas apontando doação de 15 helicópteros israelenses para o Brasil.

Naquela ocasião, o boato envolvendo Israel foi desmentido pelos sites de checagem Estadão Verifica, Agência Lupa, Aos Fatos e Boatos.Org.

Repercussão nas redes

O Comprova verifica conteúdos duvidosos sobre políticas públicas do governo federal que tenham grande potencial de viralização.

O texto verificado foi publicado por um perfil no Facebook e obteve mais cerca de 15,9 mil interações até o dia 5 de novembro. No Instagram, publicação semelhante foi curtida por mais de 1,8 mil perfis.

A Agência Lupa também verificou o boato.

O Comprova é um projeto integrado por 24 veículos de imprensa brasileiros que descobre, investiga e explica rumores, conteúdo forjado e táticas de manipulação associados a políticas públicas. Envie sua pergunta ou denúncia de boato pelo WhatsApp 11 97795 0022.

UOL Confere