Justiça condena quatro acusados pelo furto de obras do Masp

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Quatro acusados pelo furto de obras de arte do Masp (Museu de Arte de São Paulo), na capital paulista, foram condenados pelo crime em sentença da 18ª Vara Criminal de São Paulo.
  • Reprodução

    As obras "Retrato de Suzanne Bloch", de Pablo Picasso, e "O lavrador de café", de Candido Portinari, foram roubadas em 2007 e recuperadas dias depois



As telas "O Lavrador de Café", de Cândido Portinari, e o "Retrato de Suzanne Bloch", de Pablo Picasso, foram furtadas do Masp em 20 de dezembro de 2007 e recuperadas pela polícia dias depois.

Robson de Jesus Jordão, Francisco Laerton Lopes de Lima, Moisés Manoel de Lima Sobrinho e Alexsandro Bezerra da Silva foram condenados a penas que vão de três a nove anos de prisão. Cabe recurso.

A ação ocorreu pouco depois da troca de turno da segurança do museu. No momento do assalto, havia quatro vigias no local, um deles o chefe de segurança, que havia acabado de chegar. Dois deles estavam no subsolo, e dois rodavam pelo museu. A ação foi registrada por câmeras de segurança e durou apenas alguns minutos.

Os quadros estavam nas paredes de duas salas diferentes e foram levados com as molduras. No dia 8 de janeiro de 2008, a polícia recuperou os quadros em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo, e prendeu dois suspeitos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos