Incêndio no Instituto Butantan destrói exemplares de até 100 anos

Edilson Saçashima*
Do UOL Notícias

Em São Paulo

O incêndio que atingiu o laboratório de répteis do Instituto Butantan, na zona oeste de São Paulo, na manhã deste sábado (15), destruiu o acervo de animais mortos usados para pesquisa e estudo, entre as espécies havia cobras, aranhas e escorpiões. Segundo a assessoria de imprensa, não havia nenhum animal vivo no prédio que foi mais atingido. Algumas espécies que foram destruídas estavam mantidas em formol há aproximadamente 100 anos.

Segundo Francisco Luis Franco, curador da coleção do Butantan e responsável pelo laboratório atingido, havia aproximadamente 85 mil exemplares de animais para estudo no local.

O prédio conjugado ao laboratório de répteis comporta as espécies vivas, que foram retiradas durante o incêndio e não sofreram nenhum dano.

Questionada sobre as pesquisas de vacina, a assessoria afirma que estas não foram afetadas, já que são feitas a partir de animas vivos.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o fogo, que se iniciou por volta das 7h35 da manhã, foi controlado cerca de uma hora e meia depois. Não há registro de vítimas. Dez carros de bombeiros e 50 homens foram designados para o combate às chamas no Butantan. Uma perícia será feita no local e a previsão é de que o resultado seja divulgado em 30 dias.

O instituto vai ficar fechado para visitações até a próxima segunda-feira em decorrência do incêndio e afirmou ainda que o secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata, esteve pela manhã no Butantan, e solicitou ao diretor do instituto, Otávio Mercadante, que a instituição elabore imediatamente um projeto para a recuperação do prédio.

Fundado em 1901, o Instituto Butantan e é um centro de pesquisa biomédica, vinculado à Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo. O órgão é responsável pela produção de soros e vacinas consumidos no Brasil.

Leia a íntegra da nota divulgada pelo instituto:

"O Instituto Butantan informa que neste sábado, 15 de maio, um incêndio atingiu o Prédio das Coleções, onde ficam espécies de répteis, artrópodos e quelônios. O fogo foi notado por volta de 7h45. Imediatamente os seguranças do instituto acionaram o Corpo de Bombeiros, que chegou em menos de 10 minutos.

Segundo informações preliminares prestadas pelos Bombeiros, não havia no prédio qualquer problema relacionado às instalações que possa ter originado o incêndio.

O Butantan irá aguardar, entretanto, as investigações da perícia técnica sobre as causas desta ocorrência. Assim que o prédio for liberado pela perícia, o Instituto Butantan irá iniciar o levantamento sobre a perda da coleção.

O secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata, esteve pela manhã no Butantan, e conversou com o diretor do instituto, Otávio Mercadante. Ele solicitou que a instituição elabore imediatamente um projeto para a recuperação do prédio.

A Secretaria de Estado da Saúde já se colocou à inteira disposição do Butantan para recuperar o local.

Em razão do incêndio, o Instituto Butantan permanecerá fechado neste sábado e domingo, reabrindo para a visitação do público na segunda-feira, dia 17, exceção feita aos museus, que rotineiramente ficam fechados às segundas.

O Butantan agradece todo o apoio e a solidariedade prestados pela população e seus funcionários ao longo das últimas horas."

*Com informações da Folha Online

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos