Topo

"As pessoas se reúnem para extravasar", diz jurista sobre protestos

Do UOL, em São Paulo

21/06/2013 19h29

As manifestações que se espalharam pelo país e reuniram mais de um milhão de pessoas em mais de 100 cidades na noite de quinta-feira (20), refletem um inconformismo generalizado dos brasileiros, de acordo com o jurista Walter Maierovitch. A mobilização, que teve como causa inicial o aumento do valor das passagens de transporte coletivo, agora pede por mais qualidade na educação, na saúde e em outros setores carentes de investimento.

Para Maierovitch, especialista em políticas sociais, o povo tomou consciência dos gastos enormes sem justificativa com a proximidade da Copa e das Olimpíadas. De acordo com ele, as manifestações são um desabafo da população cansada.

"As pessoas se reúnem em praça, mas não para ouvir um líder, nem partidos, e sim simplesmente para gritarem palavras de ordem, para extravasarem o que sentem”, analisa Maierovitch.

Mais Cotidiano