Topo

Maioria nos protestos não crê em políticos e considera PM 'muito violenta', diz pesquisa

Do UOL, em São Paulo

23/06/2013 22h19

Pesquisa do Ibope realizada em oito capitais e divulgada neste domingo (23) no “Fantástico”, da TV Globo, mostra que a maioria dos manifestantes que participaram de protestos entre os dias 18 e 20 de junho não se sente representada por políticos e considera “muito violenta” a ação da Polícia Militar nos atos.

Segundo a pesquisa, 83% dos entrevistados não se sentem representados por políticos e 89%, por partidos; 96% não são filiados a partidos políticos e 61% se declararam muito interessados por política. Quanto à ação da PM, 57% a considera “muito violentas”, 24% “violenta, mas sem exageros”, e 15% “sem violência”.

De acordo com o Ibope, 46% dos manifestantes nunca havia participado de um protesto e 78% se informou sobre as manifestações por meio de redes sociais. Os atos de vandalismo são condenados em quaisquer circunstâncias por 66% dos entrevistados, enquanto 28% responderam que o vandalismo é justificado em certas circunstâncias. Outros 5% disseram que os atos de vandalismo são sempre justificados.

Manifestantes saem às ruas em protestos pelo Brasil
Manifestantes saem às ruas em protestos pelo Brasil
$escape.getHash()uolbr_tagAlbumEmbed('tagalbum','29229+AND+52727+AND+72337', '')

Quanto à motivação, 28% respondeu que participou dos protestos para barrar o aumento da tarifa, 24% em razão da corrupção, 12% para exigir melhorias na saúde, 6% para barrar a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) 37 --que delimita a atuação do Ministério Público-- e 5% para criticar gastos com a Copa do Mundo e para exigir investimentos em educação.

A pesquisa mostra ainda que 46% dos entrevistados quer que o governo arque com os custos para a redução das tarifas do transporte público, 29% defende que os empresários do setor paguem a conta e 21% são a favor de que os gastos sejam divididos pelo governo e pelos empresários.

Mais Cotidiano