Topo

Veto à liberalização das drogas revela papa conservador, diz teólogo

Fabiana Maranhão

Do UOL, em São Paulo

2013-07-24T23:01:18

2013-07-24T23:21:18

24/07/2013 23h01Atualizada em 24/07/2013 23h21

O papa Francisco deixou claro o seu lado conservador ao criticar nesta quarta-feira (24) a liberalização do uso das drogas, avalia o padre Valeriano dos Santos Costa, diretor da Faculdade de Teologia da PUC (Pontifícia Universidade Católica) de São Paulo.

"O papa Francisco é um papa conservador em todas essas grandes questões", afirmou o padre. Para ele, o pontífice expressou uma "opinião corajosa, nada favorável a uma mentalidade hoje de liberalismo".

"Não é deixando livre o uso das drogas, como se discute em várias partes da América Latina, que se conseguirá reduzir a difusão e a influência da dependência química", disse o papa Francisco.

Papa Francisco afirma que tráfico de drogas "semeia a morte"; veja

A declaração foi dada durante discurso na cerimônia de inauguração de uma ala dedicada ao atendimento de dependentes químicos no hospital de São Francisco da Penitência, na Tijuca, zona norte do Rio. Na ocasião, o pontífice também afirmou que o tráfico de drogas "semeia a dor e a morte".

No começo deste mês, a Comissão de Drogas da Câmara dos Deputados do Uruguai aprovou um projeto de lei para deixar de punir o cultivo e o comércio de maconha. A proposta precisa será votada pelo plenário da Casa.

Jornada Mundial da Juventude 2013
Jornada Mundial da Juventude 2013
$escape.getHash()uolbr_tagAlbumEmbed('tagalbum','71412', '')

Teólogo analisa declaração do papa Francisco contra drogas; ouça

Mais Cotidiano