Topo

Rocinha protesta contra morte de homem em ação da PM; comércio é fechado

Do UOL, no Rio

31/01/2014 16h17

Uma manifestação de moradores da favela da Rocinha, na zona sul do Rio de Janeiro, fechou a estrada da Gávea na manhã desta sexta-feira (31). Os moradores protestam contra a morte de um homem durante a madrugada, após uma troca de tiros envolvendo policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar. Segundo a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, o comércio na favela está parcialmente fechado.

De acordo com a PM, homens do Choque realizavam patrulhamento na comunidade e, ao revistarem três homens que passavam pelo local, houve troca de tiros. Em seguida, os PMs encontraram um homem caído em um beco.

Violência em áreas turísticas

  • Arte/UOL

    Veja os números de casos de furtos e roubos em bairros como Copacabana, Ipanema, Lapa e Santa Teresa

Ele foi encaminhado para o Hospital Miguel Couto, mas não resistiu aos ferimentos. As armas dos policiais foram recolhidas, e a DH (Divisão de Homicídios) deve investigar o caso.

Mais cedo, no início da madrugada, policiais da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) estavam em patrulhamento pela localidade conhecida como Rua 2 quando abordaram Willan Robson Cabral, 27, o Buzunga, que estava com uma trouxinha de maconha, R$ 861 e anotações com descrições sobre drogas e valores. O suspeito foi encaminhado para a 14ª DP (Leblon).

Mais Cotidiano