Topo

Novo chefe de Polícia Civil do Rio assume e promete mudanças

Gustavo Maia

Do UOL, no Rio

03/02/2014 19h40

O novo chefe de Polícia Civil do Rio de Janeiro, delegado Fernando Veloso, que substituiu a delegada Martha Rocha, tomou posse na tarde desta segunda-feira (3) e afirmou que fará mudanças em relação à gestão da antecessora, de quem era braço direito. A troca no comando foi oficializada um dia após mais um ataque a uma UPP da capital fluminense. Martha será candidata nas eleições legislativas deste ano.

Veloso afirmou que planeja intensificar trabalho de inteligência, em especial para coibir possíveis delitos durantes manifestações públicas neste ano. O delegado também anunciou que fará trocas nas chefias de diretorias da instituição.

Mesmo antes de assumir, ele já participou, na noite deste domingo (2), do planejamento da operação deflagrada pela Seseg (Secretaria de Estado de Segurança) em resposta ao ataque de criminosos à sede da UPP da comunidade do Parque Proletário, no Complexo da Penha, zona norte da capital fluminense, quando quatro pessoas foram baleadas. Uma delas, a soldado da Polícia Militar Alda Rafael Castilho, morreu.

Clique na imagem para ver em tamanho maior onde estão as UPPs

  • Arte/UOL

Subchefe operacional da Polícia Civil desde que Rocha assumiu o comando da corporação, em fevereiro de 2011, Veloso elencou quatro prioridades da sua gestão para este ano: a segurança durante a Copa do Mundo, a continuidade do processo de pacificação e o trabalho policial nas manifestações públicas e na fase pré-eleitoral. Ele foi anunciado pelo secretário de Segurança José Mariano Beltrame na última sexta-feira (31).

O antigo posto de Veloso foi ocupado pelo delegado Fernando Albuquerque, que era titular da Delegacia de Defraudações. Já a subchefia administrativa foi assumida pela delegada Elizabeth Cayres, que era presidente da Comissão Controle e Fiscalização de Contratos da Polícia Civil.

 

Durante a cerimônia de posse do novo chefe da instituição, Martha Rocha desejou sorte ao sucessor. "Fico feliz que o nome do novo tenha sido de um participante da minha gestão", declarou. Ela disse que vai tirar férias e só depois decidirá o futuro na polícia. A delegada é filiada ao PSD (Partido Social Democrático".

Em entrevista concedida após a solenidade de Posse do novo chefe da instituição, Beltrame falou sobre o que espera da gestão de Veloso.

"O que todos nós queremos da Polícia Civil, e ela vem fazendo, mas queremos que isso ocorra cada vez mais, são as investigações policiais. A PM tem sua obrigação constitucional de ostensividade. Ela vai encontrar essas pessoas [criminosos] dentro dessas áreas [favelas] e dali provavelmente dali sai um confronto, coisa que a gente não quer. Agora a Polícia Civil tem a capacidade constitucional de investigar e pinçar essas pessoas", afirmou.

Mais Cotidiano