PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Novo aeroporto de Natal registra 286 voos extras no 1º mês de operação

Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte, recebeu 2.270 voos entre pousos e decolagens para voos comerciais e executivos no primeiro mês de operação - Wikimedia Commons/Wikipedia
Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte, recebeu 2.270 voos entre pousos e decolagens para voos comerciais e executivos no primeiro mês de operação Imagem: Wikimedia Commons/Wikipedia

Do UOL, em São Paulo

15/07/2014 12h15

O Aeroporto Internacional governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte, construído para a Copa do Mundo 2014, recebeu em seu primeiro mês de operação 2.270 voos entre pousos e decolagens para voos comerciais (domésticos e internacionais) e aviação executiva. Segundo dados divulgados nesta terça-feira (15) pelo Consórcio Inframérica, que administra o terminal, do total de voos, 286 foram extras, motivados pelos jogos.

O Terminal de Cargas processou mais de 27 mil toneladas de materiais, incluindo exportação, importação e carga nacional.

O novo aeroporto começou a operar no dia 31 de maio em fase experimental e foi oficialmente inaugurado no dia 9 de junho, pouco antes da abertura da Copa 2014.

Para o presidente do Consórcio Inframérica, Alysson Paolinelli, o resultado é positivo. “Entregamos um projeto para 6 milhões de passageiros/ano com sete meses de antecedência e executamos, de forma inédita, a transferência total de operação entre aeroportos sem interromper a rotina”, afirmou. De acordo com Paolinelli, os projetos no entorno do aeroporto continuam em andamento para “fazer de Natal um hub do setor”.

Natal foi uma das cidades-sede da Copa do Mundo e recebeu quatro jogos: México e Camarões (13 de junho); Gana e EUA (16 de junho); Japão e Grécia (19 de junho) e Uruguai e Itália (24 de junho). Além da Copa, o primeiro mês de operação teve o Feriado de Corpus Christi e recebeu, entre 18 e 23 de junho, mais de 469 voos de aviação comercial e executiva.

Cotidiano