MPT tira de circulação 3 barcas no Rio; sistema tem histórico de acidentes

Do UOL, no Rio

  • Bruno de Lima/Agência O Dia/Estadão Conteúdo

    A barca "Boa Viagem", da empresa CCR, bateu no píer no dia 15 de julho, quando atracava na estação Praça XV, no centro do Rio

    A barca "Boa Viagem", da empresa CCR, bateu no píer no dia 15 de julho, quando atracava na estação Praça XV, no centro do Rio

Fiscais do MPT (Ministério Público do Trabalho) interditaram três barcas da concessionária CCR, gestora do sistema de transporte aquaviário no Estado do Rio de Janeiro, na última sexta-feira (11).

Segundo o órgão federal, foram verificados problemas como fiação exposta e irregularidades na casa de máquinas. As inconformidades poderiam colocar passageiros em situação de risco.

Em nota, a CCR Barcas informou que já se mobilizou para "atender a todas as solicitações do Ministério do Trabalho". A empresa informou ainda que vai encaminhar, "em breve", um relatório para o órgão.

"Neste momento, a operação é normal em todas as linhas do sistema aquaviário na baía de Guanabara", informa a nota. Porém as três embarcações continuam interditadas.

Os problemas operacionais no sistema aquaviário são recorrentes. Em julho, pelo menos 15 pessoas ficaram feridas depois que uma barca bateu no cais da Praça 15, no centro do Rio.

Dois meses antes, uma barca se chocou contra o píer de atracação da estação Cocotá, na Ilha do Governador, na zona norte. Centenas de passageiros ficaram presos dentro da embarcação, mas não houve feridos.

Em novembro do ano passado, uma barca ficou à deriva por cerca de 40 minutos na baía de Guanabara por conta de problemas técnicos. A viagem, normalmente realizada em 15 minutos, acabou durando mais de uma hora.

Um dos passageiros afirmou que a embarcação era "velha", estava "sem manutenção" e não possuía "sistema de som para circular no horário de pico".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos