Violência no Rio

Rio tem um roubo a cada 5 minutos e 27 segundos em janeiro

Do UOL, no Rio

  • Reprodução/Rio de Nojeira/Facebook

    Homem é assaltado no centro do Rio de Janeiro, no dia 2 de janeiro deste ano

    Homem é assaltado no centro do Rio de Janeiro, no dia 2 de janeiro deste ano

O primeiro mês do ano foi de tensão no Rio de Janeiro. A cada 5 minutos e 27 segundos, em média, um roubo foi cometido na capital fluminense, segundo dados do ISP (Instituto de Segurança Pública) do Estado.

Os 8.193 casos registrados na cidade em janeiro representam um aumento de 5,9% em relação ao mesmo mês do ano passado, quando houve 7.740 ocorrências.

Os indicadores englobam roubos a pedestres, residências, estabelecimentos comerciais, veículos, bancos, de carga e em coletivos de transporte.

Ainda de acordo com o ISP, que compila os casos registrados nas delegacias de Polícia Civil do Rio, houve 15.704 assaltos no Estado no mês de janeiro deste ano --o período com os dados mais recentes disponíveis. Isso significa que, em média, aconteceu pelo menos um roubo a cada 2 minutos e 50 segundos.

Em janeiro de 2015, o intervalo médio foi de 3 minutos e 6 segundos --houve 14.367 casos registrados, quantidade 9,3% menor que a do primeiro mês de 2016.

Em todo o ano passado, foram contabilizados 147.994 roubos no Estado (sendo 81.614 deles na capital) --uma ocorrência a cada 3 minutos e 33 segundos, em média.

Tensão no centro do Rio

Na região central da capital fluminense, a quantidade de assaltos tem assustado cada vez mais frequentadores, a ponto de ser alvo de uma página de Facebook, criada no fim do mês passado.

O número de ocorrências cresceu 16,3% no último trimestre com dados disponíveis (de novembro do ano passado a janeiro deste ano), em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Considerando apenas o mês de janeiro em 2015 e 2016, nas áreas cobertas pela 4ª e 5ª DP, o crescimento no número de ocorrências foi ainda maior: 35,8%. No primeiro mês do ano passado, houve 201 casos registrados contra 273 deste ano.

Procurada pela reportagem, a Polícia Militar informou que, segundo o comandante do 5° BPM (Praça da Harmonia), tenente-coronel Wagner Guerci, o policiamento feito por duplas de policiais em motos nas avenidas Rio Branco e Presidente Vargas aumentou desde a última terça-feira (1º), para agilizar o atendimento na região.

"Há também o emprego de policiais à paisana e ações conjuntas com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social", declarou a corporação, em nota.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos