Com um roubo por minuto, Brasil tem 1 milhão de veículos levados em 2 anos

Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL, em Maceió

  • Getty Images/iStockphoto

    2015 registrou uma pequena queda no número absoluto de ocorrências

    2015 registrou uma pequena queda no número absoluto de ocorrências

Entre 2014 e 2015, mais de um milhão de veículos foram roubados ou furtados no Brasil, o que dá uma impressionante média de um caso a cada um minuto. Os dados são do 10º Anuário Brasileiro da Segurança Pública, divulgado nesta quinta-feira (3) pelo Fórum Brasileiro da Segurança Pública.

Apesar do número alarmante, 2015 registrou uma pequena queda no número absoluto de ocorrências. Tanto no ano passado, como em 2014, foram roubados 242 mil carros. Já os furtos caíram de 270 mil para 267 mil.

Importante frisar que roubo é quando há contato do assaltante com a vítima, que usa violência ou amaça para praticar o crime. Furto é quando não há esse contato.

Na soma de roubos e furtos, foram 513 mil casos, em 2014, e 509 mil, em 2015. Como houve crescimento da frota, a taxa de 2015 ficou em 562 veículos roubados por cada 100 mil registrados no país, menor que em 2014, quando a taxa era de 591 por 100 mil veículos.

Roubo/furto de veículos
2014 – 513.023 (591,7 por 100 mil veículos)
2015 – 509.978 (562,4 por 100 mil veículos)

A maior taxa de roubo/furto do país está em Goiás, onde foram 798 veículos tomados em 2015 por cada 100 mil. Rio de Janeiro (775 por 100 mil) e São Paulo (711) vêm logo em seguida e fecham o top-3 de Estados com mais furtos e roubos.

Em números absolutos, São Paulo é o Estado com o maior número de roubos e furtos, com 189 mil casos de 2015 --queda de 14,5% ao ano anterior, quando foram subtraídos 221 mil veículos.

O crime está migrando para categorias mais violentas

Para Renato Sérgio de Lima, diretor-presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, apesar da redução no número de furtos e roubos de veículos, o que preocupa as autoridades é a migração na modalidade dos ataques dos criminosos.

"Temos um milhão de carros roubados em dois anos. É muito, e imagine o tamanho do dinheiro que isso movimenta com seguros, peças. Apesar de roubo e furto de carro ter caído, cresceram roubo a bancos, roubo de cargas, latrocínios. O crime está migrando para algumas categorias mais violentas, e há necessidade e reforçar a capacidade de investigação das policiais civis, que estão em crise no país todo, com perda de efetivo, problemas de gestão, conflito às vezes com a PM", disse.

Segundo o Anuário, o número de ataque a bancos cresceu 10% no ano passado, saltando de 1.592, em 2014, para 1.750 no ano seguinte. Os dados excluem Roraima, que não enviou os dados.

Roubo a instituição financeira
2014 – 1.592
2015 – 1.750

Já os roubos de cargas também saltaram 12%, de 16.475, em 2014, para 18.491, em 2015. Nesse caso, Paraná e Roraima não informaram os dados. Nos dois tipos de roubo, o Ceara informou apenas os dados de 2015.

Roubo de carga
2014 – 16.475
2015 – 18.491 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos