Termina sequestro de ônibus na ponte Rio-Niterói; assaltante é preso

Bruna Souza Cruz e Marcela Lemos

Do UOL, em São Paulo e no Rio

Após quase uma hora, terminou o sequestro de um ônibus com reféns na subida da ponte Rio-Niterói, segundo a Polícia Militar. Um homem se entregou, foi preso e levado para o 76º DP, no centro de Niterói. Jhon Lenon, 25, é morador de São Gonçalo (RJ) e tentou o assalto com uma arma de brinquedo. 

A PM confirmou que uma grávida estava no ônibus, foi liberada e atendida por uma ambulância. Todos os outros 29 passageiros saíram sem ferimentos.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a ação criminosa começou às 8h50 no ônibus da linha Alcântara-Niterói, número 105.148, da Viação ABC. O veículo estava subindo a ponte pela BR 101, sentido Rio de Janeiro. 

O acesso à ponte foi liberado às 10h10.

Gabriel de Paiva/Agência O Globo
Observado pela esposa, assaltante se entrega após sequestrar ônibus na ponte Rio-Niterói
Carros da Polícia Rodoviária e da Polícia Militar do Rio cercaram o local, e alguns policiais negociaram a rendição e libertação dos reféns. O Bope chegou a ser acionado.

Segundo a PM, no final das negociações, restavam três passageiros, que foram liberados aos poucos.

"Trouxemos a esposa, que era uma exigência dele. Ele estava deitado no chão na traseira do ônibus com uma mulher deitada. A partir daí iniciamos a negociação", explicou o tenente-coronel Marçal, após a prisão de assaltante.

Marçal também confirmou que o motorista do ônibus sinalizou para a polícia que estava acontecendo um assalto dentro do coletivo.

"Foi bem assustador no começo", contou um dos passageiros, que se identificou como Felipe. "Na altura da [av.] Contorno o meliante subiu, pagou a passagem e anunciou o assalto. Disse 'quero celular de todo mundo, pertences, não vou machucar ninguém'."

Ele conta que quando o ônibus virou no acesso à ponte, havia uma blitz da Polícia Rodoviária Federal. Foi quando o criminoso percebeu que havia "perdido", conta. "Todo o tempo, eu estava tentando negociar junto com policiais e com ele. Eu estava um pouco nervoso, tinha uma gestante. Enquanto ele segurava a mulher, passageiros no fundo do ônibus recebiam água", explicou.

Segundo o passageiro, o criminoso disse que só sairia depois de dar um abraço na mulher e nos filhos. Depois da negociação, o assaltante foi preso e encaminhado ao 76º Distrito Policial.

A PM informou que ele tem três anotações criminais: roubo, disparo de arma de fogo e concurso formal (quando são registrados dois crimes ao mesmo tempo) e saiu da liberdade condicional em maio de 2015, após ficar preso por 4 anos e seis meses. Agora vai ser autuado por roubo qualificado. 

Divulgação/PM
Policiais negociaram a rendição do assaltante; não houve feridos

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos