Reforma trabalhista

Deputado federal do PSOL é atingido por bala de borracha da PM no Rio

Do UOL, em Brasília

  • Antonio Augusto/Câmara dos Deputados

O deputado federal Glauber Braga (PSOL-RJ), líder do partido na Câmara, participava de manifestação no Centro do Rio de Janeiro contra as reformas trabalhista e previdenciária propostas pelo governo federal quando foi atingido na perna por um tiro de bala de borracha disparado pela Polícia Militar, nesta sexta-feira (28). O parlamentar acusou a corporação de atuar "deliberadamente" para acabar com o protesto.

A reportagem procurou a assessoria de imprensa da PM do Rio às 22h10 desta sexta e foi orientada a enviar e-mail com o pedido de posicionamento sobre o episódio. A resposta, segundo um assessor, será enviada apenas neste sábado (29).

Em relato na sua página oficial no Facebook, onde também foi publicada uma foto da sua perna machucada, Braga afirmou ter visto "muitas bombas jogadas contra pessoas que se manifestavam pacificamente".

"Em frente à Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio) vi pessoas desesperadas correndo e asfixiadas. E quando o ato chegou à Cinelândia a polícia trabalhou DELIBERADAMENTE para acabar com a manifestação pacífica, atirando bombas contra todos. Esvaziariam a praça", escreveu.

Ele relatou ainda que os manifestantes retornaram ao local e depois de algum tempo foram vítimas de "um novo ataque". "Foi quando fomos encurralados e fui atingido na perna pelos tiros. Os tiros foram disparados em direção a todos que estavam na rua naquele momento! Quero repetir, o que aconteceu não foi um ato isolado, ou de reação. Antes de qualquer 'confrontação', já estavam há muito tempo trabalhando para esvaziar o ato", declarou.

Sob o efeito de gás lacrimogêneo, o deputado também transmitiu um vídeo ao vivo pelo Facebook. "É terrorismo de Estado contra a população do Rio de Janeiro. É isso que está acontecendo aqui. [...] Se essa turma pensa que com esse tipo de ação eles vão intimidar aqueles que lutam contra esse governo ilegítimo, eles estão muito enganados. A gente não vai parar", afirmou.

Eu estou muito indignado com o que acabou de acontecer. Milhares de pessoas sendo colocadas em risco

Braga foi inicialmente à 5ª DP (Lapa) registrar ocorrência, mas não conseguiu. Em seguida, foi à 9ª DP (Catete) e, já por volta das 22h, fez o B.O.

Outro lado

Em nota sobre o protesto como um todo, a PM informou ter agido para combater a ação de vândalos. "A corporação agiu em vários distúrbios, reagindo à ação de vândalos que, infiltrados entre os legítimos manifestantes, promoveram atos de violência e baderna pelo centro da cidade".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos