PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Jovem de 16 anos pagou para namorado matar o pai dela por R$ 5 mil, diz polícia

Reprodução/Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook

Patrick Mesquita

Colaboração para o UOL

29/05/2017 12h27

A Polícia Civil de Goiás concluiu as investigações sobre um crime que chocou Goiânia (GO). Em novembro de 2016, o DJ Elpidio Quirino dos Santos, de 41 anos, foi assassinado a tiros na Vila Boa Sorte. O que era uma suspeita de tentativa de assalto ganhou um novo cenário nas últimas semanas. Segundo as autoridades, a vítima foi morta a mando da própria filha, de 16 anos, que ainda teria roubado R$ 5 mil de Quirino para pagar ao namorado.

O crime aconteceu quando Quirino chegava à casa da mãe. A filha estava ao lado do pai no momento em que ele foi abordado por um carro e alvejado com três tiros. O autor dos disparos era nada menos do que o namorado da jovem, um adolescente de apenas 15 anos de idade.

Franklin de Paula Vieira, de 25 anos, foi preso por envolvimento na morte do DJ Quirino - Divulgação/Polícia Civil - Divulgação/Polícia Civil
Franklin de Paula Vieira, de 25 anos, foi preso por envolvimento na morte do DJ Quirino
Imagem: Divulgação/Polícia Civil

Outra pessoa, identificada como Franklin de Paula Vieira, de 25 anos, também estava envolvida na cena e foi apontado como o motorista do carro que abordou a vítima.

Ela confessou que pegou R$ 5 mil que o pai tinha guardado e pagou o namorado para efetuar os disparos. “Ele guardava o dinheiro porque tinha planos de montar uma boate. Ela descobriu o local onde ficava guardado o dinheiro e subtraiu”, conta o delegado e coordenado de comunicação da Polícia Civil de Goiás, Gilson Ferreira.

A filha do DJ Quirino alega que era ameaçada pelo pai e foi agredida fisicamente em diversas oportunidades, o que motivou a trama do crime. 

Prisão e consequências

Três participantes do crime foram localizados e detidos pela Polícia Civil. Os dois adolescentes fugiram para Caldas Novas (GO), mas foram encontrados no começo de maio. Franklin de Paula Vieira foi preso em Goiânia, na última quinta-feira.

De acordo com o delegado, os menores vão responder por homicídio. A punição é de, no máximo, três anos. Já Franklin de Paula Vieira responderá normalmente pela participação no crime. 

Cotidiano