PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Bebê de 2 meses é encontrado morto com sinais de agressão em SP; pai é suspeito

Alan Duenho, pai de menina morta na residência dos avós em SP - Reprodução/Facebook
Alan Duenho, pai de menina morta na residência dos avós em SP Imagem: Reprodução/Facebook

Eduardo Carneiro

Colaboração para o UOL

21/06/2017 18h39

Uma bebê de apenas dois meses foi encontrada morta com sinais de agressão por volta das 4h15 desta quarta-feira na residência dos avós em Campo Limpo, zona sul de São Paulo. O pai é suspeito do crime.

De acordo com boletim de ocorrência registrado como homicídio no 89º DP (Jardim Taboão), Laís Silva, mãe da criança, passou mal de madrugada e precisou ser encaminhada ao Hospital Municipal do Campo Limpo.

Laís entrou no hospital acompanhada pela sua mãe, que acabaria prestando esclarecimentos à polícia sobre a morte da neta horas depois. Enquanto isso, o pai da criança, Alan Duenho, aguardava com a bebê no carro o atendimento da esposa.

Como a mãe teve que ficar internada durante toda a noite, segundo o boletim de ocorrência, Alan voltou para a casa com a filha e a sogra.

O bebê estava enrolado num cobertor e foi deixado no berço pelo pai ao chegar à residência. A avó da menina, porém, estranhou o fato de o genro sair de casa logo em seguida em plena madrugada, alegando que precisava fazer uma ligação telefônica. Foi aí que a sogra de Alan foi verificar a situação da neta, encontrando-a machucada e já sem vida.

O paradeiro do pai do bebê é desconhecido desde então. A investigação foi encaminhada ao 37º DP (Campo Limpo), área dos fatos, e uma perícia foi realizada na casa – não se sabe se a criança foi agredida no carro ou na residência.

Em seu perfil em uma rede social, a mãe da criança fez um post em que escreve que “a Justiça está na mão de Deus” e manifesta “luto eterno”. O UOL Notícias tentou confirmar se ela ainda está internada, mas não obteve a informação.

Cotidiano