Prefeitura de MG pede pomada, roupas infantis e soro a crianças vítimas de incêndio em creche

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução / Whattsapp

    Imagem mostra drama de moradores na porta da creche

    Imagem mostra drama de moradores na porta da creche

A Prefeitura de Janaúba, no Norte de Minas Gerais, informou nesta quinta-feira (5) que deslocou todos os médicos da cidade para os hospitais Fundajan e Regional para atendimento às vítimas do incêndio em uma creche, registrado nesta manhã. Ao menos quatro crianças morreram, além do principal apontado pela polícia como autor do ataque, o segurança Damião Soares dos Santos, 50.

A administração decretou luto oficial de sete dias em função da tragédia.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o incêndio foi controlado depois por volta das 11h,e as crianças que morreram tinham quatro anos. Os nomes das vítimas são: Juan Pablo Cruz dos Santos, Luiz Davi Carlos Rodrigues, Juan Miguel Soares Silva e Ana Clara Ferreira Silva.

Apesar de ambulâncias e medicamentos de municípios vizinhos terem sido enviados para o local, a administração, por meio de nota, pediu doações de pomada contra queimaduras, soro fisiológico e itens como metoclopramida e dipirona injetável, além de água mineral, roupas para crianças e roupas de cama.

"Toda ajuda será bem-vinda. Não postem nem compartilhem fotos. Isso só aumenta o sofrimento. Vamos orar por todas as vítimas e suas famílias. Janaúba precisa desse apoio", diz a nota. Em sua página oficial, a Prefeitura divulgou também uma conta bancária para os interessados em doações.

"A administração municipal manifesta profunda preocupação com o lamentável episódio e direcionou todos os seus esforços para atender os envolvidos e amenizar, de alguma forma, a dor que acomete a todos. Foram mobilizados todos os hospitais, equipes de saúde, Prefeituras da região da Serra Geral e de outros Municípios, Policia Militar, Civil e equipes do Governo de Minas Gerais. Estamos tomando todas as medidas que nos cabem para prestar o melhor atendimento às vítimas e tentar atenuar as consequências do lastimável evento", escreveu, em nora, o prefeito da cidade, Carlos Isaildon Mendes (PSDB).

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Janaúba tem uma população estimada em pouco mais de 71 mil habitantes. Além da unidade atingida pelo incêndio, a cidade conta com outros nove centros municipais de educação infantil, além de sete escolas municipais.

A cidade fica na região norte do Estado, localizada a 132 Km de Montes Claros e 547 km da capital Belo Horizonte.

Governo monta "posto de comando emergencial" na cidade

Também por meio de nota, o Governo de Minas informou que, tão logo soube do ocorrido na creche, o governador Fernando Pimentel (PT) "determinou de imediato a mobilização de todas as forças de Saúde Pública e de segurança do Estado – Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil – nas operações de resgate e salvamento."

"Um posto de comando emergencial já foi instalado no local para alinhar todos os esforços dos órgãos estaduais. Informamos, ainda, que o governador Fernando Pimentel irá ao local ainda na tarde desta quinta-feira (05/10). A Secretaria de Estado de Saúde e a Fundação Hospitalar de Minas Gerais montaram uma operação especial para receber as vítimas, tanto em hospitais na região, quanto no Hospital João XXIII, se necessário. Toda a estrutura necessária, o que inclui aeronaves, veículos e demais equipamentos públicos, também foi colocada à disposição", traz a nota.

O incêndio

O incêndio em uma creche de Janaúba, no norte de Minas Gerais, deixou ao menos quatro crianças mortas, segundo informações do batalhão da PM (Polícia Militar) na cidade. A Polícia Militar, o Samu (serviço de resgate) e Corpo de Bombeiros, receberam denúncias de que o fogo teria sido provocado por um segurança que trabalharia na instituição, o Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente.

Moradores ficam desesperados na porta da creche

Essa suspeita não foi confirmada, mas será investigada pela polícia. A polícia e os serviços de emergência confirmaram a morte de quatro crianças, mas a prefeitura da cidade disse estar apurando se uma professora também teria morrido. O serviço de resgate afirmou que ao menos 15 feridos foram levados para um hospital.

O Samu informou também que as duas unidades de resgate da cidade foram enviadas ao local para atender as vítimas. Outras unidades, de cinco cidades diferentes do norte de Minas Gerais, também foram acionadas. A PM também afirmou que enviou diversos policiais ao local, mas ainda não é possível dizer se o incêndio foi um ato criminoso.

O Corpo de Bombeiros informou que recebeu o chamado do incêndio às 9h40 desta quinta-feira. "Por se tratar de um incêndio em creche, vimos como algo grave e deslocamos todos os militares presentes e todas as viaturas para lá", afirmou ao UOL. Os bombeiros não informaram quantos militares estão empenhados. Foram enviados seis carros do Corpo de Bombeiros. As vítimas resgatadas estão sendo levadas ao Hospital Regional de Janaúba.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos