Com polícias paradas, RN receberá reforço de 70 homens da Força Nacional

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

  • Beto Macário/UOL

    18.jan.2017 - Integrante da Força Nacional vigia os arredores da penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta (RN), enquanto chegam ônibus destinados a transferir presos da unidade

    18.jan.2017 - Integrante da Força Nacional vigia os arredores da penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta (RN), enquanto chegam ônibus destinados a transferir presos da unidade

Em meio à paralisação das polícias militar e civil, além de agentes penitenciários, o Rio Grande do Norte receberá nas próximas horas o reforço de 70 homens da Força Nacional de Segurança Pública para se juntar aos 120 que já estão no Estado para combater ações criminosas.

Servidores do Estado enfrentam uma crise financeira com atrasos de salários e do 13º. Em protesto contra a falta dos pagamentos, policiais militares diminuíram a atuação nas ruas e estão dentro dos quartéis.

Já policiais civis cumprem 30% dos serviços, realizando apenas flagrantes. Investigações e cumprimentos de mandados de prisão foram suspensos. Agentes penitenciários também cruzaram os braços e estão atuando dentro dos presídios com o efetivo mínimo de 30% e suspenderam as visitas aos presos.

Na tarde desta quarta-feira (20), segundo a Sesed (Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social), houve boatos de arrastões e lojas do comércio fecharam as portas. Moradores de Natal voltaram cedo para casa, com medo dos boatos. Nesta madrugada, segundo a polícia, 18 veículos foram roubados (a média é de sete) e três agências bancárias sofreram ataques criminosos.

O anúncio das tropas foi feito pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Torquato Jardim, na tarde desta quinta-feira (21), atendendo ao pedido do governador Robinson Faria (PSD). A viagem da tropa deve ser ainda hoje.

"O governo federal tem um compromisso inadiável de auxiliar os entes federados quando se faz necessário, por isso atendemos a uma solicitação do governo do Rio Grande do Norte e determinamos um reforço imediato na operação que a Força Nacional desenvolve no estado desde fevereiro", disse Jardim.

A Força Nacional vem atuando no Rio Grande do Norte desde janeiro, quando aconteceu a rebelião mais sangrenta da história na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, onde 26 presos foram mortos.

Os 120 integrantes fazem parte da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária, coordenada pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen/MJ), que atua dentro dos maiores presídios do Estado. O Ministério da Justiça e Segurança Pública manterá as duas ações no RN fazem parte do Plano Nacional de Segurança Pública até que o problema seja solucionado.

Pagamentos

O governador Robinson Faria pediu que os servidores em greve voltem ao trabalho e justificou o atraso dos pagamentos à crise financeira enfrentada pelo país. Entretanto, desde que assumiu o governo, Faria não consegue pagar em dia os salários dos servidores do Estado.

O governador informou que o pagamento dos salários referentes ao mês de novembro para os servidores, inativos e pensionistas que recebem até R$ 2 mil serão feitos hoje. Os demais, que ganham mais de R$ 3 mil ainda terão a data anunciada nesta quinta-feira e o pagamento ocorrerá até o dia 29 de dezembro.

"Estamos dedicados 24 horas à luta para garantir os salários a todos. Após 120 dias de intensa atuação em Brasília na busca por recursos federais, saímos ontem do Ministério do Planejamento às 11h30 da noite ficando acertado o valor, após uma grande discussão, de 600 milhões de reais para o Rio Grande do Norte", destaca Faria.

O dinheiro será liberado na forma de Medida Provisória e levará três dias úteis para cair nos cofres estaduais. O governo do RN informou que "no máximo, na primeira semana de janeiro, o dinheiro chegará ao Estado."

Já o 13º estará previsto para seu pagamento ocorrer até o dia 10 de janeiro. O governo prometeu que os vencimentos do mês de dezembro serão pagos até o dia 30 de janeiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos