Violência em São Paulo

Menino morre após ser atingido por bala perdida em casa, em SP, no Réveillon

Luís Adorno

Do UOL, em São Paulo

  • Arquivo pessoal

    Família só soube que o menino foi atingido por bala perdida após tomografia

    Família só soube que o menino foi atingido por bala perdida após tomografia

Arthur Aparecido Bencid Silva, 5, morreu na madrugada do dia 1º depois de ser atingido por uma bala perdida na cabeça, enquanto brincava com uma prima, no quintal da casa em que morava, no Jardim Taboão, na região do Campo Limpo, zona sul de São Paulo.

Segundo a Polícia Civil, o menino morreu durante a queima de fogos do Réveillon na região. Uma das hipóteses, levantada pela família e que será investigada, é de que criminosos estariam comemorando a virada do ano com tiros para o alto. Uma das balas pode ter caído sobre a cabeça do menino.

O caso foi registrado no 89º DP (Distrito Policial), no Morumbi. De acordo com o depoimento prestado pelos familiares à polícia, os familiares perceberam que o menino caiu no chão, já desacordado, com um sangramento. Os familiares acreditaram que o menino havia caído com a cabeça no chão.

A família relatou, ainda, que levou o menino, de carro, para o hospital Geral de Pirajussara, em Taboão da Serra, na região metropolitana de São Paulo, porque, durante a virada, o Samu não estava atendendo.

O menino teria sido internado apenas 5 horas depois do ocorrido. No hospital, Arthur foi submetido a uma tomografia no crânio. Só depois disso a família soube que ele havia sido vítima de bala perdida. Os familiares ficaram a segunda (1º) inteira no hospital. À noite, os médicos anunciaram que ele teve morte cerebral.

Menino estava dentro de casa quando foi atingido

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos