Violência no Rio

Biólogo morre vítima de bala perdida enquanto comemorava aniversário no RJ

Eduardo Carneiro

Colaboração para o UOL

  • Reprodução/Facebook

    Eduardo Pichinine foi atingido por bala perdida enquanto comemorava aniversário

    Eduardo Pichinine foi atingido por bala perdida enquanto comemorava aniversário

O biólogo Eduardo Pichinine morreu neste domingo (7) depois de ser atingido por uma bala perdida enquanto comemorava seu aniversário de 26 anos no Engenho Novo, zona norte do Rio de Janeiro.

De acordo com informações da Polícia Militar ao UOL, familiares disseram que o jovem estava dentro da Escola Municipal Doutor Mário Augusto, localizada na Rua Açaré, no morro São João, quando foram escutados dois tiros, momento em que a vítima caiu no chão.

Ainda segundo a PM, Pichinine foi atingido no abdômen e morreu antes de chegar ao Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, para onde foi levado. A corporação também afirma que não houve operação da PM e nem confronto na região no momento do crime.

Segundo relatam parentes do biólogo numa rede social, a vítima reunia familiares e amigos no local para celebrar seu aniversário no momento da tragédia. As comemorações seguiriam no domingo com um almoço, de acordo com Ana Luisa, prima de Eduardo.

Leia mais

"O cara tava muito feliz! Compramos a cerveja que ele gostava, colocamos músicas que ele gostava pra tocar. Depois do parabéns, puxamos "com quem será?!" e, como ele fez questão frisar, ele nem chorou ("agora eu não choro mais! Tô grande!")", escreveu.

"Quando bateu o cansaço, fui pra casa e ele me disse que iria logo em seguida.

Essa foi a última vez que falei com meu primo, meu irmão, meu amigo. O coração tá despedaçado demais, mas me consola saber que ele tava feliz", completou a jovem.

Dezenas de outros familiares e amigos também usaram as redes sociais para homenagear Pichinine, definido pela avó como "digno, honesto, trabalhador e caridoso". "Ele era o cara, usando o linguajar de vocês da geração dele".

O jovem tinha acabado de se formar em biologia na Universidade Estácio de Sá, inclusive tirando nota dez no seu trabalho de monografia. "Ontem (sábado) mesmo falei com ele parabéns pelo seu aniversário e estava esperando amanhã para pedir a ele para me mostrar a versão final da monografia que foi aprovada no final do período. Mas, não poderei fazer isso. Meu querido aluno foi vítima de uma bala perdida", relatou a professora que orientou o trabalho.

A família não divulgou informações sobre o sepultamento do biólogo. Ao UOL, a Polícia Civil do Rio informa que o caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da capital. Agentes estão diligenciando para identificar a autoria do crime.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos