Violência no Rio

PM é assassinado em Niterói, e RJ chega a 36 policiais mortos no ano

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio

  • Márcia Foletto/Agência O Globo

O cabo da Polícia Militar Diogo Bernardo Alcântara, 34, foi assassinado neste sábado (14) em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Com isso, o Estado chega à marca de 36 PMs mortos neste ano.

Segundo informações da corporação, Alcântara reagiu a uma tentativa de assalto na avenida Presidente Roosevelt, no bairro São Francisco. Durante a ação criminosa, ele foi baleado e morreu no local. Até o momento, os suspeitos do crime não foram localizados. O caso é investigado pela Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo.

A tentativa de assalto que resultou na morte de Alcântara ocorreu por volta das 6h, depois de o policial deixar o 12º BPM (Niterói), onde trabalhava.

A vítima era casada e estava havia sete anos na corporação. Ainda não há informações sobre o local e o horário do enterro do PM.

Leia também:

Somente no ano passado, 134 policiais foram mortos entre janeiro e dezembro – um a menos que em 2016.

Procurada, a Delegacia de Homicídios informou que está "realizando diligências, verificando imagens de câmeras de segurança do local e realizando perícia no carro. Testemunhas também serão ouvidas".

A segurança pública do Rio de Janeiro está sob intervenção federal de caráter militar desde o dia 16 de fevereiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos