PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Jovem é estrangulada por namorado, e avó dele é atropelada ao pedir socorro

Bruna de Oliveira e o namorado dela, Victor Lima, que confessou o assassinato - Arquivo Pessoal
Bruna de Oliveira e o namorado dela, Victor Lima, que confessou o assassinato Imagem: Arquivo Pessoal

Marcela Lemos

Colaboração do UOL, no Rio

22/11/2018 19h13

Bruna de Oliveira, 19, foi estrangulada no último domingo (18) pelo companheiro dela durante uma discussão na residência do casal na zona oeste do Rio de Janeiro, segundo informou a polícia. De acordo com a Delegacia de Homicídios, Victor dos Santos Lima, 32, confessou o crime.

O assassinato foi testemunhado pela avó de Lima --ela saiu da casa para pedir ajuda e acabou sendo atropelada. A idosa de 74 anos sofreu uma fratura no fêmur e foi hospitalizada. Ela está internada no hospital Salgado Filho, no Méier, na zona norte da cidade.

O suspeito foi preso temporariamente na terça-feira (20). O crime ocorreu na Taquara, em Jacarepaguá. Segundo o delegado Evaristo Pontes, brigas eram frequentes entre o casal. No entanto, nenhuma denúncia contra Lima fora registrada na polícia.

“Ele contou que apertou o pescoço da namorada com as mãos e a deixou em seguida no sofá de casa, desacordada e expelindo espuma pelo nariz e pela boca", contou o delegado.

De acordo com a polícia, Lima se apresentou na 33ª DP (Realengo) contando que a namorada sofreu uma convulsão e acabou morrendo. No entanto, em depoimento na Delegacia de Homicídios, ele teria caído em contradição e confessado o crime.

Lima já tinha passagens pela polícia por porte e uso de drogas. Ele foi encaminhado nesta quinta-feira (22) para o Presídio José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte, e responderá por feminicídio qualificado --se condenado, pode pegar até 30 anos de prisão.

O UOL não localizou a defesa de Lima.

Outros feminicídios no Rio

Também no último domingo, a nutricionista e estudante de administração Fernanda Siqueira, 29, foi morta com uma facada no pescoço pelo ex- marido, que não se conformava com o fim do relacionamento.

Fernanda chegou a ser socorrida, mas morreu antes mesmo de dar entrada no hospital Getúlio Vargas, na Penha (zona norte). A vítima foi morta na frente do prédio onde morou com o ex-marido, Vanclecio Cordeiro, em Vicente de Carvalho, também na zona norte. Os dois marcaram de se encontrar para que ele tirasse seus pertences do apartamento.

Dois dias depois, Cordeiro foi preso. Ele foi reconhecido na rua por um primo da vítima que estava a caminho do enterro.

Segundo parentes, ele chegou a se esconder embaixo de um carro, mas foi localizado. Segundo a polícia, o suspeito confessou o crime e também responderá por feminicídio.

Nesta quarta-feira (21), foi encontrado em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do Rio, o corpo da turista catarinense Fabiana Fernandes, 30, que estava desaparecida desde domingo (18).

A mulher foi encontrada na trilha da Prainha, nua e com lesões na cabeça e pelo corpo. As buscas pela empresária começaram na segunda (19), depois que um amigo, que estava com ela na cidade, acionou os bombeiros. A Polícia Civil do Rio de Janeiro trabalha com as hipóteses de latrocínio (roubo seguido de morte) e violência sexual.

Cotidiano