Topo

RJ: criança morre ao ser baleada em porta de bar; protesto incendeia ônibus

Pauline Almeida

Colaboração para o UOL, no Rio

14/02/2019 16h37

Uma criança de 11 anos morreu após ser baleada na tarde de hoje, em Triagem, na zona norte do Rio de Janeiro. Jenifer Silene Gomes estava em frente ao bar da mãe, na rua Bérgamo, quando foi atingida por um disparo na região do tórax. Ainda não se sabe de onde partiu o tiro --a Polícia Militar nega que na hora houvesse operação e diz que foi acionada para checar suposto roubo de carga.

Levada para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier (zona norte), ela deu entrada na unidade hospitalar às 14h já sem vida, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

A concessionária Metrô Rio chegou a fechar a estação Triagem, da linha 2, por motivo de segurança, enquanto se ouvia o tiroteio no bairro. Ela foi reaberta em minutos, sem alterações nos intervalos dos trens.

Jenifer Silene Gomes foi baleada na porta do bar de sua família - Reprodução/Rede Social
Jenifer Silene Gomes foi baleada na porta do bar de sua família
Imagem: Reprodução/Rede Social

Moradores denunciam que o tiro teria partido de policiais militares. Indignados com a tragédia, fizeram um protesto interditando ruas e dois ônibus da linha 371 (Praça Seca-Praça Tiradentes) foram atacados, um deles incendiado e outro apedrejado, de acordo com o Rio Ônibus (sindicato das empresas de transporte).

O que diz a PM

Em nota, a Secretaria de Estado da Polícia Militar divulgou que "não havia operação policial na localidade e [que] nenhum policial da unidade efetuou disparos de arma de fogo durante o episódio''.

Segundo a corporação, os policiais do 3º BPM (Méier) foram chamados para checar um suposto roubo de carga em andamento no condomínio Morar Carioca, em Triagem, e encontraram a criança já ferida, sendo carregada por moradores. 

Outros dois homens também foram encontrados baleados, de acordo com a PM. Um deles levava uma mochila com drogas, uma pistola calibre 380 e foi socorrido na Unidade de Pronto Atendimento do Engenho Novo. Já o segundo ferido recebeu ajuda de populares e seguiu para uma unidade de saúde desconhecida.

Em relação ao protesto, a PM diz que os moradores tentaram interditar o trânsito em diversas ruas, mas foram contidos, com o fluxo restabelecido.

RJ: 37 crianças mortas em 5 anos

De 2014 para 2015, houve um salto de dois para sete no número de crianças (zero a 14 anos) mortas por balas perdidas, segundo levantamento da ONG Rio de Paz.

Em 2016, foram registradas dez vítimas; oito em 2017 e nove no ano passado. Ao todo, 37 crianças morreram nos últimos cinco anos --Jenifer foi a primeira deste ano.

14.fev.2019 - Ônibus é incendiado após criança morrer ao ser atingida por bala perdida no Rio - Reprodução/Rede Social
14.fev.2019 - Ônibus é incendiado após criança morrer ao ser atingida por bala perdida no Rio
Imagem: Reprodução/Rede Social

Mais Cotidiano