Topo

Menina picada por cobra morre em acidente de carro a caminho do hospital

23.jun.2019 - Ieda Giovana Rodrigues, de 11 anos, morreu após acidente de carro enquanto era socorrida por ter sido picada por uma cobra - Reprodução/Facebook
23.jun.2019 - Ieda Giovana Rodrigues, de 11 anos, morreu após acidente de carro enquanto era socorrida por ter sido picada por uma cobra Imagem: Reprodução/Facebook

Bruna Alves

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/06/2019 13h06Atualizada em 23/06/2019 13h24

Uma menina de 11 anos morreu na sexta-feira (21) em um acidente de carro em Confresa, interior do Mato Grosso, enquanto era socorrida após ter sido picada por uma cobra. O pai, que dirigia o veículo, continua internado e sua situação é estável.

Amigos da família contaram ao UOL que Ieda Giovana Rodrigues brincava com a família em casa, sob uma mangueira, quando foi picada por uma jararaca rabo-de-osso. Imediatamente, a menina começou a gritar por socorro. O pai, Simevaldo Rodrigues, de 51 anos, correu para colocar a filha no carro e levá-la ao hospital mais próximo. No caminho, o veículo capotou.

"Ela estava sem cinto e foi arremessada. Foi rápido. Se o carro não capota, ela não teria morrido. Levou uma pancada na cabeça que a matou", relatou Edson Silva Perez, 54, amigo da família.

Segundo Perez, a família mora na zona rural de Confresa, cidade de 30 mil habitantes que fica a mais de 1.000 km da capital Cuiabá.

No momento do acidente, disse o amigo, Ieda e o pai estavam em uma estrada de terra, faltando apenas 3 km para chegar ao asfalto. Depois disso, ainda percorreriam cerca de 50 km até o hospital.

O tio da menina, Tharleano Rodrigues Almeida, contou que toda família ainda está muito abalada. "Minha irmã [mãe da menina] está em estado de choque, estática. Parece que parou no tempo para não acreditar no que aconteceu".

Ieda era a caçula de duas filhas. Seu corpo foi enterrado ontem, no cemitério municipal de Confresa.

O pai da menina está internado no Hospital Municipal de Confresa. Segundo os médicos, o estado de saúde de Simevaldo Rodrigues é estável, mas ele será transferido para Cuiabá, onde deverá passar por cirurgia devido a uma fratura na face.

Cotidiano