PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Falha em teleférico deixa turistas suspensos por quase 2 horas em Aparecida

Teleféricos em Aparecida foram construídos com tecnologia suíça, que percorrem uma distância de 1,100 km de extensão a uma altura de até 120 metros - Bontur/Divulgação
Teleféricos em Aparecida foram construídos com tecnologia suíça, que percorrem uma distância de 1,100 km de extensão a uma altura de até 120 metros Imagem: Bontur/Divulgação

Bruna Alves

Colaboração para o UOL, em São Paulo

12/08/2019 16h03

Os bondinhos aéreos do Santuário Nacional de Aparecida (SP) tiveram uma falha mecânica e cerca de 30 turistas ficaram suspensos, em uma altura de aproximadamente 45 metros, por quase duas horas, na tarde de ontem (11). Apesar do susto, ninguém ficou ferido.

Os bondinhos faziam o trajeto entre o Santuário Nacional e o Morro do Cruzeiro, quando a equipe de segurança paralisou a operação para fazer um reparo emergencial. A turista, Raffaella Fillippetti, 25, viajou com a família para Aparecida para comemorar o Dia dos Pais. Ela estava nos bondinhos no momento em que ele parou.

"No meio do trajeto, ele parou do nada. Eu tive um ataque de pânico. Fiquei desesperada, chorava o tempo todo e a gente ligava lá e ninguém dava assistência, falavam que ia encher um pneu que deu um problema e pedia mais meia hora. E depois de meia hora a gente ligava de novo, mas teve uma hora que eles pararam de atender a gente", explica a turista.

A jovem conta que eles ficaram suspensos por quase duas horas, e seu pai chegou a ligar para o Corpo de Bombeiros para pedir ajuda, e eles foram até o local.

"Depois que nós descemos estava o carro dos bombeiros lá, mas não tinha o dos bondinhos, e nós fomos informados que, por sorte, eles voltaram a funcionar sozinhos, ainda assim, não tivemos satisfação do que havia acontecido, eles apenas reembolsaram o dinheiro", afirma.

Segundo Raffaella, a equipe do Corpo de Bombeiros, inclusive, já estava se preparando para retirá-los dos bondinhos, quando ele voltou a funcionar, às 18h20.

Empresa explica motivo da paralisação

Procurada pelo UOL, a Bontur, empresa que administra os bondinhos, disse que a equipe de manutenção e segurança detectou o problema no sistema e decidiu paralisar o trajeto, para não haver nenhum risco aos usuários.

"Foi necessário a substituição de uma peça, por isso acabou demorando um pouco, mas não havia risco de despencar", afirmou a empresa.

Em nota, a Bontur disse que lamenta o ocorrido e pede desculpas pelo transtorno.

Sobre os bondinhos

A Bontur tem 47 bondinhos e cada cabine tem capacidade para seis pessoas. Os bondinhos foram construídos com tecnologia suíça, que percorrem uma distância de 1,100 km de extensão a uma altura de até 48 metros.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do publicado no primeiro e no último parágrafos da matéria, o bondinho fica a 48 m de altura do solo, e não 120 m. A informação foi corrigida.

Cotidiano