PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Esse conteúdo é antigo

Cabeça d'água mata 3 da mesma família em cachoeira em Minas Gerais

Daniel Leite

Colaboração para o UOL, em Juiz de Fora

02/01/2020 07h34Atualizada em 02/01/2020 12h10

Três pessoas da mesma família morreram após uma cabeça d'água atingir uma cachoeira no Parque Ecológico do Paredão, em Guapé, região turística do sul de Minas Gerais, na tarde de ontem.

Inicialmente, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civíl haviam informado que cinco pessoas teriam morrido, no entanto, os dois órgãos recuaram e retificaram a informação.

As vítimas foram identificadas como sendo Dafhine Carvalho Magalhães Couto, de 17 anos, Áurea Carvalho Magalhães Couto, de 39 anos, e Emerson Luis de Magalhaes, de 45 anos. A Polícia Civil informou que os três corpos foram liberados pelo IML de Alfenas por volta das 7 horas da manhã de hoje.

Após uma varredura durante a manhã, os Bombeiros confirmaram que não há desaparecidos.

O local, que é ponto turístico, estava cheio de visitantes. Devido à forte chuva, houve uma enxurrada que aumentou rapidamente o volume do rio. Vídeos feitos por frequentadores mostram a força da correnteza em uma das quedas e pessoas desesperadas.

Em um vídeo veiculado nas redes sociais, um turista identificado como Alnei contou que estava com a esposa quando a água subiu de repente e eles precisaram se esconder debaixo de uma pedra por cerca de 10 minutos.

"De repente veio a tromba d´água e eu encontrei uma pedra, fiquei debaixo dela pra tentar ficar respirando enquanto a tromba caía. A sensação é muito ruim". Um amigo dele o salvou com a ajuda de um pedaço de madeira para ele e a esposa saírem do local.

A região conhecida como Paredão tem quedas d´água e piscinas naturais. Fica a 15 quilômetros de Guapé, cidade de 14 mil habitantes que recebe muitos turistas devido ao lago de Furnas.

Cotidiano