PUBLICIDADE
Topo

Idoso não paga e é morto por prostituta que aparece baleada depois, diz PM

Marcellus Madureira

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

06/01/2020 12h42Atualizada em 06/01/2020 14h49

Um idoso de 80 anos foi morto a facadas na cidade mineira de Carlos Chagas no último sábado (4). De acordo com a Polícia Militar de Minas Gerais, que ouviu uma filha da vítima durante a ocorrência, o crime ocorreu porque o idoso havia se recusado a pagar por um programa sexual.

Ainda de acordo com a PM, a filha do homem disse que era comum ele e a prostituta de 31 anos terem as relações pagas. Não se sabe por que ele teria recusado o pagamento dessa última vez. A informação consta também do Boletim de Ocorrências.

A filha da vítima teria relatado aos militares que ouviu o pai gritar por socorro e diz que, ao chegar, viu a garota de programa fugindo da casa da família com uma faca ensanguentada.

O local foi isolado para os trabalhos de investigação.

Garota foi baleada

Horas depois do assassinato do idoso, a garota de programa suspeita do crime foi encontrada baleada em um posto de gasolina.

Ela levou sete tiros: três no braço, um no ombro, um no punho, um no peito e um nas costas.

O principal suspeito dos disparos, diz a PM, é um adolescente de 17 anos, apontado como comparsa de um dos filhos do idoso assassinado.

As investigações trabalham com a hipótese de vingança, mas não estão descartadas outras possibilidades.

A garota de programa está internada no Hospital de Teófilo Otoni, cidade próxima a Carlos Chagas. Ela está sob escolta policial.

Até a publicação desta reportagem, os suspeitos pela tentativa de assassinato da garota não foram encontrados.

Cotidiano